Cupim-de-grama

  • Nome Científico: Syntermes spp, Neocapritermes spp
  • Nomes Populares: Papa-grama, Cupins, Cupim-de-gramado, Cupim-de-grama, Térmite, Térmita, Formigas-brancas, Aleluias, Sarassará, Siriri, Siri-siri
  • Ordem:
  • Classe:
  • Filo:
  • Reino:
  • Partes Afetadas: , , ,
  • Sintomas: Reboleiras, Falhas e Manchas amareladas em gramados, Morte súbita de mudas, Enfraquecimento de arbustos e árvores

Compartilhe:

Os cupins são insetos sociais, da ordem Isoptera, que vivem em colônias de milhares de indivíduos e geralmente estão associados à decomposição da madeira morta. Eles apresentam uma colônia dividida em castas, composta por milhares de operários e soldados estéreis e um rei e uma rainha, que tem o papel unicamente reprodutivo. Neste artigo, trataremos dos cupins de grama, dos gêneros Syntermes e Neocapritermes, os principais responsáveis por causar reboleiras e manchas amareladas em gramados e pela morte e enfraquecimento de plantas de jardim, como forrações e arbustos. Estes cupins costumam se alimentar das raízes e folhas de gramados e geralmente podem ser vistos pela manhã bem cedo, durante seu forrageamento. No restante do dia, eles se refugiam em galerias subterrâneas, sob o tapete de grama. Não há como evitar a contaminação do gramado, a não ser que seu jardim esteja em uma estufa fechada. Os cupins se espalham através de revoadas, onde os casais se formam e alcançam os mais longíquos locais do seu jardim para iniciar uma nova colônia.

Ao se alimentarem das raízes, rizomas, estolões e folhas dos gramados, os cupins provocam rapidamente o seu enfraquecimento, já que as plantas ficam deficientes em absorver água e nutrientes do solo. O resultado disto são falhas e reboleiras que tornam o gramado feio e ralo. Praticamente todas as espécies de gramados ornamentais podem ser afetados por estes cupins, como a grama são-carlos, esmeralda, coreana, santo-agostinho, azul, batatais, etc. Estes cupins tem origem em regiões naturalmente cobertas por gramíneas, que são áreas de cerrado, savanas, pradarias, geralmente de solo mais pobre e seco. Isso já dá uma pista de como podemos prevenir e auxiliar no seu controle, ou seja, manter o solo sadio e equilibrado, com acréscimo de matéria orgânica e irrigação suplementar se for o caso. Há que se evitar, no entanto, a adição de coberturas mortas com madeira, como serragem, maravalha, casca de pinus, de coco, ou cavacos de madeira. Neste caso, a turfa e a terra vegetal ou composto orgânico são as melhores opções, apesar de se degradarem mais rapidamente. O uso de materiais inertes como cascas artificiais e vermiculita é também uma boa opção.

Em alguns casos de intensa infestação, pode ser necessário o tratamento do gramado com agroquímicos inseticidas. Os principios ativos mais comuns nestes produtos são o fipronil e o malation. Estes produtos são tóxicos e requerem o uso de equipamentos e profissionais especializados. Antes de qualquer medida, consulte um engenheiro agrônomo. Ele fará o diagnóstico correto do problema e poderá lhe orientar com o tratamento mais indicado. Nem sempre reboleiras e manchas amareladas são causadas por cupins. Seu gramado por estar sendo afetado por paquinhas, ou simplesmente por urina de cães.

Há que se ter muito critério e responsabilidade para tratar um gramado infestado de cupins com inseticidas. Muitas vezes, o gramado precisará ser interditado, evitando o acesso de pessoas e animais domésticos que possam vir a se contaminar com o veneno. Outros aspectos que devem ser levados em consideração é a possível contaminação do lençol freático, se este for superficial e a migração de diversos insetos que pode ocorrer para as construções vizinhas, como aranhas por exemplo. Os inseticidas utilizados não são específicos para os cupins, portanto causam um grande desequilíbrio ecológico no jardim, matando insetos benéficos também. Por este motivo, jamais aplicar próximo ou sobre flores, evitando assim a morte de abelhas e borboletas. É importante, aplicar sempre em jatos dirigidos, e somente nas áreas afetadas, preferencialmente com tintas marcadoras, evitando dias ventosos. O objetivo aqui é o controle dos insetos e não sua aniquilação total.

Infelizmente há poucas opções de controle biológico em escala comercial que possam ser utilizadas atualmente. Mas pesquisas indicam que há fungos, formigas e nematóides que ajudam a controlar este tipo de cupim de forma eficiente. O fungo Metarhizium anisopliae pode ser encontrado comercialmente na forma de iscas em material celulósico próprios para cupins, como papel por exemplo, mas não conhecemos sua eficiência no controle de cupins-de-gramado. É possível também utilizar produtos naturais, com extratos repelentes de insetos, à base de plantas como o nim, manjericão, fumo, alho, cebola, pimenta, lavanda, vetiver etc.

Compartilhe:
Raquel Patro

Raquel Patro é editora do site Jardineiro.net e uma pessoa totalmente fascinada pela natureza, principalmente por plantas e jardins. Criou o site Jardineiro.net para disseminar sua paixão, contagiando novos adeptos e entusiasmando os antigos.

Publicado em Pragas e Doenças

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.