Sua dose diária de jardinagem no whatsapp - 100% Grátis Participar do Grupo

Tudo sobre Pérgolas e Caramanchões

Raquel Patro

Atualizado em

Caramanchão com trepadeiras

Pérgolas ou caramanchões?

Chega dessa dúvida cruel. Só imagine o seguinte cenário:

Você está no seu jardim, aproveitando a brisa suave em uma tarde ensolarada. Você tem um local agradável para relaxar, fazer refeições ao ar livre ou simplesmente apreciar a natureza. Isso é possível graças a estruturas incríveis chamadas pérgolas e caramanchões.

Neste guia completo, vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre pérgolas e caramanchões, desde as diferenças entre eles até como escolher o melhor para o seu espaço ao ar livre. Prepare-se para transformar o seu jardim em um oásis de charme, tranquilidade e apreciação da natureza!

Capítulo 1: Pérgolas – Elegância e Versatilidade

O Que é uma Pérgola?

As pérgolas ou pergolados são estruturas de jardim que consistem em colunas (ou pilares) que suportam vigas horizontais, criando uma espécie de teto aberto. O teto pode ser coberto com treliças ou vigas espaçadas, permitindo que a luz do sol se filtre suavemente. Além disso, você pode cultivar plantas trepadeiras nas treliças para adicionar um toque de verde e criar uma atmosfera natural.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Uma pérgola cria um ambiente de estar ao ar livre
Uma pérgola cria um ambiente de estar ao ar livre. Foto: Canva.com

Por muito tempo, eu acreditei que por definição as pérgolas precisavam ser apoiadas em na construção, como em casas ou muro, e que isso as caracterizava. No entanto, percebi que muitas vezes elas não seguiam esse conceito em todas às vezes. É mais correto entender que as pérgolas formam espaços de estar no jardim. Onde você pode adicionar mobiliários, como mesas e poltronas e desfrutar do espaço ao ar livre.

Para que Serve uma Pérgola?

As pérgolas são estruturas versáteis que desempenham diversos papéis em espaços ao ar livre. Elas são conhecidas por sua capacidade de aprimorar a funcionalidade e a estética de qualquer área externa. Vamos explorar mais profundamente os propósitos e benefícios de uma pérgola:

1. Sombra Agradável e Proteção Solar

Um dos principais usos das pérgolas é proporcionar sombra agradável. Com suas treliças ou vigas espaçadas, elas filtram suavemente a luz solar, criando um ambiente fresco e agradável. Além da própria estrutura treliçada, podemos tornar a sombra ainda mais forte com palha trançada, piaçava, linho, vime ou outros materiais. Isso torna as pérgolas ideais para:

  • Áreas de Estar ao Ar Livre: Transforme sua pérgola em um espaço de convivência ao ar livre, onde você pode relaxar, conversar e entreter convidados, tudo sem se expor diretamente ao sol escaldante.
  • Refeições ao Ar Livre: Desfrute de refeições ao ar livre sem o desconforto do calor excessivo. Uma pérgola proporciona o equilíbrio perfeito entre luz natural e sombra.
Pérgola com formas orgânicas
Não é preciso ficar preso às formas quadradas ou retangulares tradicionais. Podemos construir pérgolas orgânicas bastante interessantes. Foto: Canva.com

2. Cultivo de Plantas

Uma característica marcante das pérgolas é a possibilidade de cultivar plantas trepadeiras em suas treliças. Isso não apenas adiciona beleza e cor à sua estrutura, mas também oferece benefícios adicionais:

  • Estética Natural: As plantas trepadeiras, como glicínias, hera e clematites, criam uma atmosfera natural e exuberante, transformando sua pérgola em um jardim vertical.
  • Privacidade: À medida que as plantas crescem, elas podem oferecer privacidade adicional, criando uma barreira visual entre você e os vizinhos.
  • Sombra Adicional: As folhas das plantas trepadeiras aumentam a sombra, tornando sua pérgola ainda mais fresca e agradável.
  • Microclima Desejável: Além disso, elas fornecem espaços semi-sombreados para plantas que tem esses requerimentos, como orquídeas, bromélias, etc.

3. Decoração e Ambiente Aconchegante

As pérgolas são telas em branco esperando para serem decoradas de acordo com seu gosto pessoal. Aqui estão algumas maneiras de adicionar estilo e ambiente aconchegante à sua pérgola:

  • Iluminação: Pendure luzes de corda ou lanternas nas vigas da pérgola para criar um ambiente mágico durante a noite. Luzes suaves são perfeitas para jantares românticos ou encontros noturnos.
  • Cortinas e Tecidos: Adicione cortinas leves ou tecidos aos lados da pérgola para criar um espaço íntimo e protegido do vento. Isso também adiciona uma sensação de luxo ao seu ambiente ao ar livre.
  • Móveis e Acessórios: Escolha móveis confortáveis e acessórios que reflitam seu estilo pessoal. De cadeiras e sofás a tapetes e almofadas, sua pérgola pode se tornar uma extensão elegante de sua casa.
Com uma cobertura que proteja da chuva, você pode transformar uma pérgola independente num charmoso gazebo.
Com uma cobertura que proteja da chuva, você pode transformar uma pérgola independente num charmoso gazebo.

4. Destaque Arquitetônico

Uma pérgola bem posicionada pode funcionar como um ponto focal impressionante em seu espaço ao ar livre. Ela adiciona um toque arquitetônico que atrai olhares e cria um ambiente único. Considere colocar sua pérgola em locais estratégicos, como:

  • Entrada do Jardim: Use uma pérgola para marcar a entrada do seu jardim, criando uma sensação de boas-vindas e mistério.
  • Pátio Central: Colocar uma pérgola no centro do seu pátio pode criar uma sensação de grandeza e proporcionar sombra sobre a área de convivência.
  • Frente da Casa: Se você tem uma entrada frontal espaçosa, uma pérgola pode dar à sua casa uma fachada mais convidativa.

Independentemente de como você escolher usar sua pérgola, ela certamente se tornará um elemento essencial em seu espaço ao ar livre, proporcionando sombra, beleza e um ambiente aconchegante para desfrutar durante todo o ano.

Pérgola Independente versus Pérgola Anexada

Quando se trata de adicionar uma pérgola ao seu espaço ao ar livre, uma das decisões mais importantes que você enfrentará é escolher entre uma pérgola independente e uma pérgola anexada à sua casa. Cada uma dessas opções tem suas próprias vantagens e aplicações específicas. Neste guia, vamos explorar as diferenças entre esses dois tipos de pérgolas para ajudá-lo a tomar a decisão certa para o seu projeto ao ar livre.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Pérgola Independente: Beleza Autônoma

Uma pérgola pode ser uma estrutura independente.
Uma pérgola pode ser uma estrutura independente. Foto: Canva.com

Uma pérgola independente, como o próprio nome sugere, é uma estrutura autônoma que não está conectada à sua casa ou a qualquer outra estrutura existente. Ela fica sozinha em seu jardim ou quintal, criando um ponto focal distinto. Aqui estão algumas das vantagens e aplicações de uma pérgola independente:

Vantagens:
  1. Ponto Focal: Uma pérgola independente é perfeita para criar um ponto focal atraente em seu jardim. Ela se destaca e atrai a atenção, adicionando beleza e charme ao seu espaço ao ar livre.
  2. Separação de Espaço: Use uma pérgola independente para dividir seu espaço ao ar livre em áreas distintas. Isso é especialmente útil se você quiser criar zonas separadas para refeições, relaxamento ou entretenimento.
  3. Flexibilidade de Localização: Você pode colocar uma pérgola independente em qualquer lugar de seu jardim, aproveitando ao máximo a luz solar ou a sombra desejada.
  4. Acessibilidade para Plantas Trepadeiras: Se você gosta de plantas trepadeiras, uma pérgola independente oferece espaço suficiente para que elas cresçam livremente, criando uma cobertura natural e atraente.
Aplicações:
  • Área de Jantar: Instale uma mesa e cadeiras sob a pérgola independente para criar um espaço encantador para refeições ao ar livre.
  • Espaço de Leitura: Adicione poltronas confortáveis e uma estante de livros para transformar sua pérgola em um refúgio tranquilo para leitura e relaxamento.
  • Ponto de Encontro: Decore com sofás e uma lareira ao ar livre para criar um espaço acolhedor para receber amigos e familiares.

Pérgola Anexada: Extensão Elegante

Pérgola apoiada à casa.
Amplie e suavize a construção utilizando pérgolas. Foto: Canva.com

Uma pérgola anexada é fixada à sua casa ou a outra estrutura existente, como um deck ou pátio. Ela se estende da parede, criando uma extensão elegante do seu espaço interno para o externo. Aqui estão as vantagens e aplicações de uma pérgola anexada:

Vantagens:
  1. Proteção Adicional: Uma pérgola anexada fornece proteção adicional contra intempéries, como chuva ou sol forte. Isso pode tornar o espaço ao ar livre mais utilizável durante o ano todo.
  2. Transição Suave: Uma pérgola anexada cria uma transição suave entre os espaços internos e externos da sua casa. Ela faz com que seu espaço ao ar livre pareça uma extensão natural da sua casa.
  3. Menos Manutenção: Como uma pérgola anexada usa a parede da casa como suporte, ela requer menos colunas e manutenção em comparação com uma pérgola independente.
Aplicações:
  • Área de Estar: Transforme a área sob a pérgola anexada em um espaço de estar confortável, com sofás e cadeiras. Adicione uma mesa de café para um local perfeito para conversar com amigos.
  • Espaço de Entretenimento: Se você gosta de entreter, uma pérgola anexada oferece um local protegido para festas e jantares ao ar livre.
  • Área de Churrasco: Coloque uma churrasqueira ou cozinha externa sob a pérgola anexada para criar um espaço funcional para cozinhar ao ar livre.

Como Escolher entre Pérgola Independente e Pérgola Anexada

A escolha entre uma pérgola independente e uma pérgola anexada depende de suas necessidades, preferências e do espaço disponível em seu jardim ou quintal. Aqui estão algumas considerações importantes:

  • Estilo Pessoal: Pense no estilo que melhor se adapta à sua estética pessoal. Pérgolas independentes têm uma aparência mais substancial, enquanto pérgolas anexadas têm uma sensação mais integrada.
  • Tamanho do Espaço: Considere o tamanho do seu espaço ao ar livre. Pérgolas independentes ocupam mais espaço, enquanto pérgolas anexadas podem ser uma opção melhor para espaços menores.
  • Uso Pretendido: Pergunte a si mesmo como você pretende usar a estrutura. Se você deseja criar uma área de estar ao ar livre completa, com móveis e espaço para refeições, uma pérgola anexada oferece mais proteção e funcionalidade.
  • Orçamento e Manutenção: Leve em consideração seu orçamento e quanto está disposto a gastar em sua estrutura ao ar livre. Pérgolas independentes geralmente são mais acessíveis, mas podem exigir mais manutenção.

Tanto as pérgolas independentes quanto as pérgolas anexadas têm seu lugar e propósito no mundo do design de paisagens. A escolha entre uma e outra depende de suas preferências pessoais e das necessidades específicas do seu espaço ao ar livre. Com a escolha certa, você pode criar um ambiente ao ar livre deslumbrante que combina perfeitamente com o seu estilo de vida e oferece anos de beleza e funcionalidade. Então, qual será a sua escolha: pérgola independente ou pérgola anexada? A decisão é sua, e o resultado será um espaço ao ar livre incrível para aproveitar.

Capítulo 2: Caramanchões – Caminhos emoldurados

Qual a diferença entre pérgola e caramanchão?

Caramanchão no muro
Mesmo que apoiado em uma estrutura podemos ter um caramanchão, se este estiver cumprindo a função de emoldurar um caminho no jardim.

Você já deve ter ouvido falar de caramanchões, mas pode estar se perguntando qual é a diferença entre um caramanchão e uma pérgola. A resposta é surpreendentemente simples: não há uma diferença significativa. Os termos “caramanchão” e “pérgola” são frequentemente usados como sinônimos. Ambas as estruturas consistem em colunas e vigas que suportam um teto aberto ou treliçado.

Eu gosto de entender que os caramanchões dificilmente são anexados às construções, ao contrário das pérgolas. Eles costumam ser independentes e funcionar criando portais dentro do jardim, ou simplesmente emoldurando um caminho. Enquanto as pérgolas acabam criando um ambiente de estar a mais, seja alongando a casa ou de forma independente no jardim. Obviamente podemos ter mobiliário sob o caramanchão, mas mais como um banco para descansar, ou uma rede para contemplar a paisagem.

Há quem defenda que os caramanchões são mais sombreados, enquanto que as pérgolas seriam menos sombreadas. Ou que os caramanchões são estruturas mais robustas e pesadas próprios para trepadeiras de grande porte, enquanto que as pérgolas são mais leves e elegantes. Mas há controvérsias sobre esse assunto e muitas pessoas defendem justamente o contrário.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ahhh! E caramanchões podem ser conectar com pérgolas e vice-versa. Que delícia caminhar por um caminho emoldurado por um caramanchão e de repente encontrar um espaço ampliado, com cadeiras e mesa para fazer refeições ou admirar uma coleção de orquídeas.

No fim das contas, o que importa é a sua preferência pessoal e o estilo que deseja para o seu espaço ao ar livre. Você pode chamar de pérgola ou caramanchão – o importante é criar o ambiente que você deseja.

Caramanchão: Um Portal para o Encanto

caramanchão de ferro fundido
Um clássico caramanchão de ferro fundido. Foto: Canva.com

Antes de mergulharmos fundo no universo dos caramanchões, vamos começar com o básico. Um caramanchão é uma estrutura de jardim elegante e funcional que combina forma e função de maneira extraordinária. Os caramanchões são elementos arquitetônicos projetados para criar espaços atraentes e convidativos ao ar livre.

Os caramanchões são compostos por uma estrutura de suporte que pode ser feita de vários materiais, como madeira, metal ou PVC. Essa estrutura é projetada para se assemelhar a um arco ou um túnel, criando uma passagem encantadora ou um espaço sombreado em seu jardim. Eles podem ser simples ou elaboradamente decorados, dependendo do seu estilo e preferências.

Videira em Pérgola
Em sua origem, pérgolas e caramanchões serviam de suporte para as videiras. Foto: Canva.com

Por Que Escolher um Caramanchão?

Agora que sabemos o que são caramanchões, você pode estar se perguntando por que escolher essa estrutura para o seu espaço ao ar livre. Bem, há muitas boas razões para considerar a adição de um caramanchão ao seu jardim ou quintal:

1. Beleza Estética

Os caramanchões são simplesmente deslumbrantes. Eles adicionam um toque de elegância e charme ao seu espaço ao ar livre, transformando-o em um local visualmente cativante. As formas dos caramanchões muitas vezes com linhas retas, são suavizadas com trepadeiras que trazem volume e cores, criando um contraste encantador com a vegetação exuberante do seu jardim.

2. Sombra e Refúgio

Um dos benefícios mais óbvios de um caramanchão é a sombra que ele oferece. Imagine relaxar sob o caramanchão em um dia quente de verão, desfrutando de um livro ou de uma conversa tranquila. Além disso, os caramanchões também podem servir como abrigo contra chuva leve, proporcionando um local aconchegante mesmo em dias instáveis.

Muitas pessoas escolhem também fazer caramanchões para funcionar como garagens para os automóveis. Nesse caso, tenha o cuidado de não plantar trepadeiras com flores que possam manchar os carros.

3. Destaque Paisagístico

Os caramanchões são excelentes para criar pontos focais em seu jardim. Eles podem ser posicionados estrategicamente para direcionar o olhar e destacar elementos específicos do paisagismo, como uma fonte, uma escultura ou até mesmo uma bela árvore. Eles acrescentam profundidade e interesse visual ao seu espaço ao ar livre.

4. Suporte para Plantas

Uma característica adorável dos caramanchões é a capacidade de cultivar plantas trepadeiras sobre eles. Vinhas como as sete-léguas, jasmins ou sapatinho-de-judia podem ser treinadas para crescer sobre a estrutura, adicionando uma explosão de cor e fragrância ao seu espaço. Isso também proporciona um ambiente mais fresco e natural.

Trepadeiras para serem admiradas por baixo.
Trepadeiras para serem admiradas por baixo. Na ordem: 1. Sapatinho-de-judia. 2. Trepadeira-jade. 3. Mucuna-roxa. Fotos: Canva.com

5. Estrutura Versátil

Os caramanchões são incrivelmente versáteis. Eles podem ser personalizados de acordo com suas preferências de estilo, seja você fã de um visual rústico de madeira ou um design moderno de metal. Além disso, eles se adaptam facilmente a diferentes tamanhos de espaços, tornando-os ideais para qualquer jardim ou quintal.

Planejando o Seu Caramanchão dos Sonhos

Agora que você está convencido da beleza e utilidade de um caramanchão, é hora de começar a planejar o seu próprio. Não importa se você é experiente ou um iniciante – criar um caramanchão é um projeto empolgante que pode ser realizado com sucesso com um pouco de orientação. Na dúvida, peça ajuda a um arquiteto ou paisagista.

1. Escolha do Local

O primeiro passo é escolher o local ideal para o seu caramanchão. Considere fatores como a exposição ao sol, a proximidade de outras estruturas e como o caramanchão se encaixará na paisagem existente. Lembre-se de que os caramanchões muitas vezes servem como destaque visual, então escolha um local que os destaque.

2. Design e Estilo

O design do seu caramanchão é uma parte emocionante do processo. Você pode optar por um estilo tradicional com linhas clássicas ou um design mais contemporâneo com toques de criatividade. Pense em como o caramanchão se integrará ao seu espaço ao ar livre e reflita o seu gosto pessoal.

3. Plantas Trepadeiras

Se você planeja cultivar plantas trepadeiras em seu caramanchão, pense nas variedades que mais o atraem. Algumas plantas oferecem flores deslumbrantes, enquanto outras emitem aromas encantadores. Certifique-se de escolher plantas adequadas ao clima e ao ambiente em que você vive.

4. Construção e Manutenção

Profissional instalando Pérgola.
Há empresas especializadas em pérgolas e caramanchões. Foto: Canva.com

A construção de um caramanchão pode ser um projeto de bricolage gratificante para os amantes de carpintaria ou algo que você deixa nas mãos de profissionais. Certifique-se de seguir as melhores práticas de construção para garantir a durabilidade e a segurança do seu caramanchão.

Além disso, lembre-se de que a manutenção regular, como a pintura ou o tratamento da madeira, pode ser necessária para manter o seu caramanchão em ótimas condições. Escolha sempre produtos próprios para chuva, como verniz náutico ou selador.

Capítulo 3: Como Escolher entre Pérgolas e Caramanchões

Agora que você conhece os princípios das pérgolas e caramanchões, pode estar se perguntando qual é a melhor opção para o seu espaço ao ar livre. Aqui estão algumas considerações importantes para ajudá-lo a tomar uma decisão informada:

Estilo Pessoal

Primeiro, considere o estilo que melhor se adapta à sua estética e à aparência geral do seu espaço ao ar livre. Pérgolas tendem a ter uma aparência mais substancial e são ideais para criar áreas de estar ao ar livre mais espaçosas. Caramanchões, por outro lado, são funcionam bem como entradas encantadoras ou para emoldurar caminhos no jardim.

Tamanho do Espaço

A quantidade de espaço disponível em seu jardim ou pátio também é um fator importante. Pérgolas geralmente ocupam mais espaço devido à sua estrutura maior. Se você tem um espaço amplo e deseja criar um ambiente de entretenimento ao ar livre, uma pérgola pode ser a melhor escolha. Para espaços menores ou caminhos encantadores e protegidos, um caramanchão pode ser mais adequado.

Uso Pretendido

Pense em como você pretende usar a estrutura. Se você deseja criar uma área de estar ao ar livre, completa com móveis e espaço para refeições, quem sabe até uma espaço gourmet, uma pérgola oferece mais espaço e sombra. Por outro lado, se você deseja simplesmente criar um ponto focal encantador em seu jardim, marcar a entrada ou proteger um caminho, um caramanchão pode ser suficiente.

Orçamento e Manutenção

Considere seu orçamento e quanto está disposto a gastar em sua estrutura ao ar livre. Pérgolas, devido ao seu tamanho e necessidades, geralmente são mais caras do que caramanchões. Além disso, pense na manutenção necessária. Madeira requer mais manutenção do que materiais como metal ou PVC.

Capítulo 4: Materiais para a construção de Pérgolas e Caramanchões.

Um dos fatores mais importantes ao escolher sua pérgola ou caramanchão é o material. Os diferentes materiais não apenas afetam a estética da estrutura, mas também sua durabilidade e manutenção. Vamos explorar as opções mais comuns de materiais para pérgolas e caramanchões:

1. Madeira:

Há muitas madeiras que podem ser utilizadas na construção de pérgolas e caramanchões, entre essas podemos citar:

  • Cedro: O cedro é uma escolha popular devido à sua beleza natural e resistência a insetos e apodrecimento. Sua coloração avermelhada envelhece de maneira elegante.
  • Pinho: O pinho é uma alternativa acessível ao cedro. Embora não seja tão durável, pode ser tratado para resistir ao tempo.
  • Teca: A teca é conhecida por sua resistência à água e durabilidade. É uma escolha mais cara, mas oferece longevidade excepcional, principalmente para regiões litorâneas.
  • Eucalipto: O eucalipto é uma opção sustentável e acessível. Sua resistência o torna adequado para pérgolas ao ar livre.
  • Itaúba: A itaúba é uma madeira brasileira conhecida por sua resistência e durabilidade, tornando-a uma escolha sólida para pérgolas.
  • Angelim: O angelim é outra madeira tropical robusta que é resistente a insetos e condições adversas.
  • Garapeira: A garapeira é valorizada por sua resistência natural ao apodrecimento e à umidade.

Prós: A madeira oferece uma estética natural e calorosa que se integra bem em ambientes ao ar livre. Pode ser pintada ou tingida para personalização.

Contras: A madeira requer manutenção regular, como selamento e repintura, para evitar danos causados pela exposição ao clima.

Caramanchão em madeira
Caramanchão em madeira. Foto: Canva.com

2. Metal:

  • Alumínio: O alumínio é leve, resistente à corrosão e não enferruja. É uma escolha de baixa manutenção e está disponível em várias cores e estilos.
  • Aço: O aço é durável e pode ser pintado para uma aparência personalizada. No entanto, pode ser suscetível à ferrugem se não for revestido adequadamente.
  • Ferro Forjado: O ferro forjado é conhecido por sua elegância e detalhes artísticos. É uma escolha sofisticada, mas requer manutenção rigorosa para evitar a ferrugem.

Prós: Os materiais metálicos são robustos e geralmente exigem menos manutenção do que a madeira. Eles oferecem uma estética moderna ou tradicional, dependendo do estilo escolhido.

Contras: Os metais podem aquecer sob o sol escaldante e, no caso do aço e ferro, podem exigir manutenção anti-ferrugem.

Pérgolas em metal podem ser contemporâneas e elegantes.
Pérgolas em metal podem ser contemporâneas e elegantes.

3. PVC:

Atualmente dispomos de materiais tecnológicos plásticos e de excelente qualidade para a confecção de pérgolas e caramanchões. Materiais feitos de PVC, Plástico Reciclado e ainda misturas com madeira. Ao adquirir sua estrutura em PVC escolha de empresas idôneas, que forneçam garantias de durabilidade e beleza ao longo do tempo.

  • O PVC (policloreto de vinila) é um material plástico durável e resistente à corrosão. É conhecido por sua baixa manutenção e resistência ao desbotamento.

Prós: O PVC é uma escolha de baixa manutenção que mantém sua aparência ao longo do tempo. É resistente a insetos, apodrecimento e não requer repintura ou selagem.

Contras: Alguns podem considerar o PVC menos estético em comparação com a madeira ou o metal, mas ele oferece durabilidade excepcional.

4. Alvenaria:

Uma pérgola ou caramanchão de alvenaria é construído para resistir aos elementos e ao teste do tempo. Os materiais de alvenaria são altamente duráveis e exigem pouca manutenção. Eles podem ser personalizados com uma variedade de padrões de tijolos, pedras ou cores de concreto para se adequar ao estilo da sua casa e jardim.

Prós: Durabilidade Excepcional, Resistência ao fogo e insetos. As pérgolas e caramanchões de alvenaria tendem a ser mais estáveis e resistentes em áreas sujeitas a ventos fortes ou condições climáticas adversas.

Contras: A construção de uma estrutura de alvenaria requer um planejamento detalhado e, muitas vezes, a assistência de um arquiteto ou empreiteiro experiente. Certifique-se de obter todas as aprovações necessárias antes de iniciar a construção. Pérgolas e caramanchões de alvenaria podem ser mais caros em termos de materiais e mão de obra em comparação com opções mais leves, como as de madeira. A alvenaria é substancialmente mais pesada do que outros materiais, portanto, é importante garantir que sua fundação seja adequada para suportar o peso da estrutura.

5. Materiais Combinados:

  • Algumas pérgolas combinam materiais, como madeira e metal, para obter uma estética única. Isso pode adicionar um toque de sofisticação ao design da sua pérgola ou caramanchão.

Prós: A combinação de materiais permite que você aproveite as vantagens de cada um, criando uma estrutura personalizada e atraente.

Contras: Dependendo dos materiais escolhidos, pode haver uma necessidade de manutenção diferenciada para cada parte da pérgola.

Ao escolher o material da sua pérgola, leve em consideração o clima da sua região, o estilo do seu espaço ao ar livre e o seu orçamento. Cada material tem suas próprias vantagens e desvantagens, então escolha aquele que melhor atenda às suas necessidades e que complementará a beleza do seu espaço ao ar livre. Independentemente da sua escolha, uma pérgola bem projetada e construída pode ser uma adição deslumbrante e funcional ao seu ambiente ao ar livre.

Combinação de materiais: Estrutura de alvenaria e cobertura em madeira no caramanchão.
Combinação de materiais: Estrutura de alvenaria e cobertura em madeira no caramanchão com ares mediterrâneos. Foto : Canva.com

Capítulo 5: Instalando sua Pérgola ou Caramanchão

Depois de escolher entre uma pérgola e um caramanchão, é hora de pensar na instalação. Aqui estão algumas etapas gerais para guiá-lo:

  1. Escolha o Local: Decida onde você deseja instalar a estrutura. Certifique-se de que seja nivelado e adequadamente preparado.
  2. Prepare as Fundações: Dependendo do material e do tamanho da estrutura, você precisará de fundações adequadas. Isso pode envolver cavar buracos para postes ou preparar uma base sólida. Jamais deixe a madeira em contato direto com o solo. Faça sapatas de concreto ou proteções metálicas para que elas não fiquem em contato constante com a umidade.
  3. Montagem da Estrutura: Geralmente essa parte fica a encargo de empresas especializadas. Se você mesmo está encarregado, siga as instruções fornecidas com a sua pérgola ou caramanchão para montar a estrutura. Certifique-se de que tudo esteja nivelado e seguro.
  4. Cobertura: Tanto pérgolas quanto caramanchões não precisam ser abertos. Você pode pensar em uma cobertura de vidro ou policarbonato para aproveitar os espaços mesmo em dias de chuva.
  5. Acabamento (Opcional): Se desejar, aplique um selante ou tinta na sua pérgola para protegê-la contra os elementos e dar um toque de estilo. Certifique-se de fazer isso antes de adicionar qualquer planta trepadeira, para evitar que a tinta ou o selante entre em contato com as folhas.
  6. Cultive Plantas Trepadeiras (Opcional): Se desejar, plante plantas trepadeiras nas treliças ou vigas da estrutura. Isso adicionará um toque de beleza natural ao seu espaço. Preferencialmente plante as trepadeiras diretamente no solo, para que desenvolvam seu máximo potencial. Alternativamente utilize vasos grandes para que as plantas possam crescer adequadamente.
  7. Decoração e Mobiliário: Personalize o espaço com móveis e decorações que reflitam o seu estilo. Adicione luzes ou cortinas para criar um ambiente acolhedor.
  8. Manutenção Regular: Lembre-se de cuidar da sua estrutura, fazendo manutenção regular, como poda das trepadeiras, pintura ou limpeza, para mantê-la em ótimo estado.
Moça pintando uma pérgola
Leve em consideração que vernizes e seladores precisam ser reaplicados de tempos em tempos. Canva.com

Capítulo 6: Ideias de como Utilizar sua Pérgola ou Caramanchão

Agora que sua pérgola ou caramanchão está devidamente instalada e pronta para ser usada, é hora de explorar algumas ideias criativas e funcionais para tirar o máximo proveito desse maravilhoso espaço ao ar livre. Desde relaxar à sombra até a criação de ambientes especiais para eventos, há uma infinidade de maneiras de aproveitar sua pérgola ou caramanchão. Vamos mergulhar em algumas delas:

1. Área de Descanso e Leitura

Uma das maneiras mais gratificantes de utilizar sua pérgola ou caramanchão é transformá-la em um oásis de tranquilidade. Adicione móveis confortáveis, como poltronas ou uma espreguiçadeira, almofadas macias e um pequeno centro de mesa. Este é o local perfeito para desfrutar de um bom livro, relaxar e apreciar a serenidade do seu jardim.

2. Espaço para Refeições ao Ar Livre

Transforme sua pérgola em um encantador espaço para refeições ao ar livre. Coloque uma mesa e cadeiras elegantes, pendure luzes de cordas para criar uma atmosfera acolhedora e convide amigos e familiares para jantares memoráveis sob as estrelas. É um cenário perfeito para celebrações especiais e encontros íntimos.

3. Cenário para Eventos e Cerimônias

Se você planeja eventos especiais, como casamentos, renovações de votos ou festas de aniversário, sua pérgola pode se tornar um cenário mágico. Decore-a com flores frescas, tecidos leves e elementos decorativos para criar um ambiente encantador e romântico. É o local ideal para trocas de votos e fotos inesquecíveis.

Casamento sob caramanchão
Não há ambiente mais romântico que um caramanchão ou pérgola para cerimônias ao ar livre. Foto: Canva.com

4. Cantinho do Spa e Relaxamento

Transforme sua pérgola em um spa particular ao ar livre. Adicione uma banheira de hidromassagem ou uma banheira de imersão, coloque algumas velas aromáticas e crie um espaço relaxante para cuidar de si mesmo. É perfeito para noites de relaxamento e momentos de autocuidado.

5. Área de Entretenimento ao Ar Livre

Se você gosta de entretenimento ao ar livre, sua pérgola pode se tornar o centro das atividades. Instale uma tela de projeção e um sistema de som para criar um cinema ao ar livre. Você também pode adicionar uma churrasqueira, espaço gourmet, forno do pizza ou uma área de bar para churrascos e festas.

6. Cenário Fotográfico Charmoso

Sua pérgola pode servir como um cenário encantador para sessões de fotos memoráveis. Seja para retratos de família, sessões de noivado ou ensaios de moda, a estrutura e a luz filtrada pela pérgola proporcionarão um pano de fundo único e deslumbrante. Faça da sua pérgola ou caramanchão um espaço instagramável!

Caramanchão e canteiros de flores
Existe cenário mais bonito que uma bela pérgola ou caramanchão no jardim? Foto: Canva.com

7. Estação de Trabalho ao Ar Livre

Se você trabalha em casa ou adora trabalhos manuais, sua pérgola pode ser transformada em uma estação de trabalho ao ar livre. Coloque uma mesa resistente, cadeiras ergonômicas e iluminação adequada. Trabalhar cercado pela natureza pode ser inspirador e produtivo.

8. Espaço para Atividades Criativas

Use sua pérgola como um local para atividades criativas, como pintura, artesanato ou escrita. A luz natural e o ambiente tranquilo podem ser uma fonte de inspiração para suas obras de arte.

10. Observação da Natureza

Caramanchão com trepadeiras
Que tal um caminho refrescante no seu jardim com um caramanchão coberto por trepadeiras? Foto: Canva.com

Se você é um amante da natureza, sua pérgola pode se tornar um local perfeito para observação de pássaros e estrelas. Adicione uma cadeira confortável, um telescópio ou binóculos e aproveite a tranquilidade enquanto aprecia a vida selvagem ou observa as estrelas.

Lembre-se de que essas são apenas algumas ideias para inspirar sua criatividade. Sua pérgola ou caramanchão é um espaço pessoal e versátil, e você pode adaptá-lo de acordo com seus interesses e necessidades. Aproveite ao máximo esse refúgio ao ar livre e crie memórias inesquecíveis em seu novo espaço encantador.

As pérgolas e caramanchões são verdadeiras joias quando se trata de criar espaços ao ar livre encantadores e funcionais. Seja para sombra, decoração ou entretenimento, essas estruturas podem transformar o seu jardim ou pátio em um refúgio tranquilo. Lembre-se de escolher a que melhor se adapta às suas necessidades e estilo pessoal. Com um pouco de planejamento e criatividade, você pode criar um espaço ao ar livre que se tornará o coração da sua casa. Aproveite cada momento em seu novo oásis de beleza e funcionalidade!


Já pensou em abrir a porta de casa e dar de cara com um jardim espetacular que parece ter saído diretamente de uma revista? Seja sincero, quem não queria?

E aí, já tá imaginando o upgrade que seu jardim vai ganhar? Cada vez que você botar a mão na terra e ver o resultado crescendo e florindo, vai sentir aquela satisfação de "puxa, eu que fiz!". "101 Técnicas de Jardinagem Explicadas" não é só um livro, é tipo um melhor amigo pra quem ama plantar e cuidar.

Bom, com o eBook 101 Técnicas de Jardinagem Explicadas, esse desejo pode virar realidade, e acredite, mais fácil do que você imagina. Tá começando do zero ou já tem a mão meio verde? Não importa! Este guia foi feito pensando em todo mundo. Aqui dentro, você vai achar mais de 600 páginas cheias de ilustrações que falam por si só, com instruções detalhadas que vão desde o básico até o avançado. Já pensou em quanta coisa nova você vai aprender e aplicar aí no seu cantinho verde?

Quer ter a alegria de comer frutas que você mesmo plantou? Ou que tal ver flores que mais ninguém tem, colorindo seu jardim e perfumando sua casa? Pois é, esse eBook entrega isso e muito mais. Bora dar esse passo e transformar seu espaço ao ar livre num verdadeiro oásis particular? Pega seu exemplar agora e vamos nessa jornada juntos! E aí, preparado pra ver seu jardim virar capa de revista?

Oferta por tempo limitado!

DE R$ 59,90 POR APENAS

R$ 19,90 à vista

Sobre Raquel Patro

Raquel Patro é paisagista e fundadora do site Jardineiro.net. Desde 2006, ela desenvolve conteúdos especializados em plantas e jardins, pois acredita que todas as pessoas, sejam amadores ou profissionais, devem ter acesso a conteúdos de qualidade. Nerd de carteirinha, ela gosta de livros, ficção científica e tecnologia.