Cotoneáster-das-pedras – Cotoneaster horizontalis

O cotoneáster-das-pedras é uma planta arbustiva, lenhosa e de folhagem semi-decídua a decídua. Sua forma é bastante irregular, com ramagem aberta, ramificada e seu porte é baixo, de cerca de 0,5 a 1 metro de altura e até 2 metros de largura. Seus ramos são arqueados, horizontais e com ramificações secundárias à semelhança de espinhas-de-peixe. As folhas são pequenas, ovaladas, alternas, coriáceas e de cor verde-escura, mas adquirem belos tons alaranjados no outono e inverno.

As flores surgem na primavera, e são axilares, de cor rosa claro e, apesar de pequenas, são muito abundantes e ornamentais. Elas atraem todo tipo de polinizadores, de abelhas a borboletas. Os frutos se formam no verão, mas são duráveis, podendo ficar por todo outono e inverno na planta, a não ser que sejam devorados antes por ávidos passarinhos. Eles são pequenos, vermelhos, brilhantes e na verdade são pseudofrutos, tal como as maçãs.

No jardim o cotoneáster-das-pedras é versátil, prestando-se para o cultivo isolado, em maciços e renques, na forma de bordaduras ou cercas-vivas. As dimensões reduzidas das folhas, flores e frutos tornaram este arbusto uma espécie muito apreciada na arte do bonsai. É apropriado também para o cultivo em vasos, jardins-rochosos e taludes. As variedades de cotoneáster-das-pedras se diferenciam principalmente quanto ao porte, forma, taxa de crescimento e cor da folhagem; e as principais são ‘Perpusillus’, ‘Tom Thumb’ e ‘Variegatus’. Além de apresentar folhagem de textura fina, floração e frutificação decorativos, o cotoneáster é uma excelente opção para atrair a vida silvestre.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, bem drenável, leve, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente. Tolerante a podas, que devem ser realizadas no inverno com o objetivo de retirar ramos mortos, doentes, ladrões e mal-formados, estimular o adensamento ou corrigir a simetria da copa que pode “descompensar” para um dos lados. Apesar do aspecto natural ser informal, esta planta pode ser podada em formas geométricas para utilização em cercas-vivas formais. Aprecia o clima ameno. Multiplica-se facilmente por sementes, assim como por estaquia e alporquia.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.