Sua dose diária de jardinagem no whatsapp - 100% Grátis Participar do Grupo

Como podar buganvílias para uma floração exuberante

Raquel Patro

Atualizado em

buganvília trepadeira

buganvília trepadeiraAs buganvílias, bouganvílias, três-marias ou primaveras, como muitos podem chamar, são trepadeiras escandentes, vigorosas e floríferas, que se destacam em qualquer jardim, pelo efeito impactante das numerosas flores coloridas, em tons de laranja, vermelho, pink, lilás ou branco. Independente da espécie, se Bougainvillea glabra ou B. spectabilis, elas são um verdadeiro espetáculo de ser admirar. Mas a poda dessas plantas sempre intriga os jardineiros, até mesmo aqueles mais experientes. Afinal, como podar buganvílias para floração? Como lhes dar forma e conter seu crescimento selvagem? Nesse artigo, vamos conversar sobre os principais aspectos que devemos levar em consideração na hora de podar essas maravilhas da natureza.

Mas antes de sair despejando regras sobre como podar suas buganvílias, preciso que você entenda uma relevante característica sobre essa planta: As buganvílias se adaptam a uma ampla condição climática, e poderão crescer em climas mediterrâneos, tropicais, equatoriais, subtropicais, etc. Isso não seria algo a se prestar a atenção, a não ser pelo fato de que ela se comporta de maneira diferente frente ao clima do local. Assim, plantas que crescem em áreas tropicais, com calor e umidade o ano todo, correm o risco de florescer em vários momentos, sem se prender a uma estação específica. Nos subtrópicos, áreas mediterrâneas e áreas tropicais com inverno seco, ela provavelmente florescerá no inverno, com uma floração concentrada e muito abundante. Ou seja, a bouganvília vai sentindo as variações ambientais e se adaptando, deixando para crescer e florescer quando o tempo estiver propício, e não seguindo uma regra explícita, como muitas outras espécies de plantas podem preferir.

podar buganvília
Conseguir que uma buganvília fique com aspecto arredondado e denso é um trabalho que leva anos, mas muito recompensador.

Assim, quando ver alguma “dica” sobre a poda da buganvília por aí, saiba que a estratégia que pode dar certo no local da pessoa, mas não necessariamente vai dar certo para você. No entanto, se você conhecer como as buganvílias funcionam na sua região, ficará muito mais fácil adaptar o momento e a técnica de poda para a planta que você tem no jardim, e as chances de sucesso aumentarão consideravelmente. Portanto, observe outras buganvílias na vizinhança. Anote o período de floração de cada uma e perceba que há variações conforme a espécie e variedade da planta.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Princípios da poda das buganvílias

1. Pode ser podada no inverno como outros arbustos?

Não é uma boa ideia podar sua buganvília no outono ou inverno, principalmente se você vive em regiões com inverno muito frio, como no sul do Brasil. É bastante importante levar esse princípio em consideração, pois cada poda estimula um novo crescimento na planta e a última coisa que você vai querer é ver a nova brotação queimada por conta do frio ou geada. Aguarde a última geada antes de efetuar a poda. Mas se a sua buganvília cresce do centro-oeste para o norte, o inverno não será um mau período. Mas lembre-se de suplementar o novo crescimento com regas, já que a água abundante é um elemento fundamental para o crescimento. Se não, ao invés de queimada pelo frio, sua brotação nova irá murchar e secar em função da estiagem.

2. Qual a frequência ideal das podas da buganvília?

Assim como a época da poda é influenciada pelo clima onda planta cresce, a frequência também será. Plantas cultivadas em regiões quentes e ensolaradas, vão necessitar de podas mais frequentes, uma vez que terão um crescimento mais vigoroso e permanente. Não será raro podar sua buganvília 4 ou 5 vezes por ano nessas situações. Já as plantas conduzidas em locais com inverno marcado e frio, tendem a entrar em dormência e muitas podem até perder as folhas, como uma árvore caduca. Nesses casos, as podas se reduzem a duas ou três por ano, restritas aos períodos em que a planta está em atividade, ou seja, primavera, verão e outono.

buganvílias coloridas
Disponíveis em diferentes cores, as buganvílias são uma unanimidade

3. Posso podar durante a floração?

Evite podar a planta logo antes da floração ou durante a floração. A buganvília floresce nas pontas dos ramos novos, assim, se você podar a ramagem logo antes da floração, é bem provável que a floração fique comprometida. À medida que os galhos envelhecem, pequenos brotos laterais surgem e florescem. A poda estimula o novo crescimento, que no fim das contas estimula a floração. Além disso, se a sua buganvília está em flor, o melhor que se pode fazer é curtir o momento, e apreciar a floração, para somente depois realizar a poda da sua buganvília. O ideal é esperar as flores ficarem desbotadas e pardacentas para então removê-las com uma poda suave.

No entanto, algumas pessoas entram em contato comigo aflitas, dizendo que não conseguem fazer a poda, pois a planta não pára de florescer. Abençoados jardineiros de áreas tropicais! Reclamam de barriga cheia. Brincadeiras à parte, nesse caso, podemos efetuar a poda sim, mesmo com a planta em floração, preferencialmente logo no início do período chuvoso e depois, para controlar seu crescimento e estimular novos florescimentos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4. As podas devem ser leves ou drásticas?

Uma poda leve e superficial, logo após cada ciclo de florescimento irá estimular nova ramagem e consequentemente novas florações. A poda remove as brácteas velhas das inflorescências, devolvendo um aspecto saudável. Além disso, a planta cresce cada vez mais densa e bonita. Cada ramo podado da maneira correta, irá rebrotar em dois, três, quatro novos ramos, deixando sua planta mais densa, arredondada e abundantemente florida.

Podas profundas, drásticas, podem dar forma e controlar a planta após um longo período de negligência. No entanto, elas não estimularão florações exuberantes, tenha isso em mente. É melhor podar com mais frequência e de forma leve do que efetuar uma poda drástica a cada dois anos, por exemplo. A poda realizada em ramos lenhosos é muito estressante para a planta, que entra num ciclo de recuperação, produzindo muitos ramos longos, vigorosos e verdes, que não florescem.

5. Como fazer a poda de acordo com a função paisagística?

Não tente utilizar somente a poda para conduzir sua buganvília trepadeira. Como essa espécie é um arbusto escandente, ela necessita de tutoramento para escalar e subir adequadamente sobre os suporte, conforme o formado desejado. Portanto, a poda é uma técnica auxiliar para conduzir a planta em pérgolas, caramanchões, arcos ou muros. O mais importante é levar seus ramos longos para o local desejado e prendê-los firmemente, com arames, cordas ou outros materiais. Pode parecer difícil no começo e termos a sensação de que a planta está lutando contra nós. Mas depois ela se acostuma e cresce na direção correta.

Se a sua buganvília tem um papel diferente de trepadeira ou arbusto informal, cuidado. Quando objetivamos uma cerca-viva podada, uma arvoreta topiada ou arbusto formal, com aqueles formatos geométricos, devemos abrir mão da floração. Pelo menos de uma floração exuberante. Ao contrário das azaléias, que são favorecidas com a topiaria (no momento certo), as buganvílias, apesar de adquirirem o formato desejado, terão sua floração seriamente comprometida com as podas frequentes necessárias para sua manutenção nessa função.

6. Surgiram ramos na base da planta, o que fazer?

A poda da bunganvília, independente da função que ela terá no seu jardim, deve iniciar quando a planta ainda é uma muda. Arbustos e trepadeiras devem ser treinados para terem diversos caules desde a base, o que lhes dará forte sustentação, robustez e um aspecto mais cheio e compacto no futuro. Para isso, basta quebrar a dominância apical, efetuando a poda do caule principal das mudas jovens. Assim, naturalmente a planta emitirá novos ramos que podem se transformar em caules principais no futuro.

Se você quiser conduzi-la como arvoreta, recomenda-se o inverso, ou seja, deixe a planta com somente um ramo e só pode esse ramo quando ele chegar na altura desejada para a ramificação. Elimine sempre os ramos laterais e aqueles que surgem da base antes disso. Nesse caso, você deverá oferecer um apoio nas fases iniciais, como um poste de madeira, metal ou concreto que sirva de suporte para a planta. O caule só vai engrossar na base quando a planta tiver um porte maior, até lá, é importante que ela tenha onde sustentar seu próprio peso. Mesmo depois de bem formada, eventualmente surgirão ramos na base da planta, que devem ser sempre podados para manter seu formato.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
buganvilia trepadeira
Bungavílias conduzidas como trepadeiras

7. Devo adubar após a poda?

Sim! Não se esqueça de fertilizar. Cada vez que efetuamos uma poda na planta, seja ela mais profunda ou superficial, removemos junto muitos nutrientes que a planta levou tempo e energia para acumular. Por isso, sempre que efetuar uma poda, fertilize em seguida. Para uma intensa floração e um crescimento controlado, os melhores fertilizantes são aqueles ricos em fósforo e potássio, e pobres em nitrogênio, como o NPK 04.14.10. A adubação nitrogenada estimula o crescimento de uma intensa massa verde difícil de controlar, enquanto que o fósforo e o potássio são nutrientes indispensáveis ao florescimento. Não esqueça de adicionar também uma suplementação com os outros macronutrientes, como o Cálcio, Magnésio e Enxofre e os micronutrientes. Uma mistura de calcário dolomítico e matéria orgânica geralmente supre essas necessidades.

8. Como podar para manter a saúde da planta?

Faça a poda de limpeza a qualquer tempo. Não espere pela época certa para remover ramos doentes, partes infestadas por pragas, galhos secos e mortos, ramos ladrões que crescem cheios de espinhos e não florescem. A limpeza da planta ajuda a manter sua saúde, além de lhe dar um aspecto mais bonito. Se você deixar pra depois pode ser tarde demais e a doença ter se espalhado por toda planta. A cada corte em um ramo suspeito, faça a desinfecção da sua tesoura, preferencialmente com álcool para não afetar a temperagem e o fio da ferramenta.

Dica extra:

Escolha suas ferramentas de poda com cuidado. Ferramentas de qualidade em aço carbono inoxidável vão durar muito anos, sem perder o fio, oxidar ou escangalhar. Deixe para podar ramos lenhosos com serrote para não sobrecarregar sua tesoura de poda. Utilize podões com cabos longos para galhos distantes. Guarde suas ferramentas muito bem lubrificadas e limpas após cada operação de poda. Esterilize sempre entre uma planta e outra. E lembre-se que buganvílias tem espinhos, então use luvas longas e fortes ao lidar com elas.

Adquira suas luvas e tesouras de poda na Loja do Jardineiro.net

buganvilia no muro
Dificilmente a buganvília vai coroar um muro sozinha. Dê uma forcinha para a natureza através de tutoramento e podas.


Já pensou em abrir a porta de casa e dar de cara com um jardim espetacular que parece ter saído diretamente de uma revista? Seja sincero, quem não queria?

E aí, já tá imaginando o upgrade que seu jardim vai ganhar? Cada vez que você botar a mão na terra e ver o resultado crescendo e florindo, vai sentir aquela satisfação de "puxa, eu que fiz!". "101 Técnicas de Jardinagem Explicadas" não é só um livro, é tipo um melhor amigo pra quem ama plantar e cuidar.

Bom, com o eBook 101 Técnicas de Jardinagem Explicadas, esse desejo pode virar realidade, e acredite, mais fácil do que você imagina. Tá começando do zero ou já tem a mão meio verde? Não importa! Este guia foi feito pensando em todo mundo. Aqui dentro, você vai achar mais de 600 páginas cheias de ilustrações que falam por si só, com instruções detalhadas que vão desde o básico até o avançado. Já pensou em quanta coisa nova você vai aprender e aplicar aí no seu cantinho verde?

Quer ter a alegria de comer frutas que você mesmo plantou? Ou que tal ver flores que mais ninguém tem, colorindo seu jardim e perfumando sua casa? Pois é, esse eBook entrega isso e muito mais. Bora dar esse passo e transformar seu espaço ao ar livre num verdadeiro oásis particular? Pega seu exemplar agora e vamos nessa jornada juntos! E aí, preparado pra ver seu jardim virar capa de revista?

Oferta por tempo limitado!

DE R$ 59,90 POR APENAS

R$ 19,90 à vista

Sobre Raquel Patro

Raquel Patro é paisagista e fundadora do site Jardineiro.net. Desde 2006, ela desenvolve conteúdos especializados em plantas e jardins, pois acredita que todas as pessoas, sejam amadores ou profissionais, devem ter acesso a conteúdos de qualidade. Nerd de carteirinha, ela gosta de livros, ficção científica e tecnologia.