Telhado Verde: Passo a passo fácil para você ter o seu


Construir um telhado verde, ou converter um telhado comum, não é algo complicado que necessite de uma equipe de engenheiros ou uma superestrutura. Um ecotelhado, como também é chamado, pode ser construído através de um a passo a passo básico e assim temos a possibilidade de integrar nossa casa ao meio ambiente.

Além de serem bonitos, com um visual que agrada a grande maioria e chama a atenção, o telhado verde pode ter muitas outras vantagens tais como:

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

  • Por ser permeável e ter uma boa capacidade de retenção de água, ele reduz a velocidade de escoamento da mesma, contribuindo para evitar enxurradas e enchentes, principalmente no meio urbano, pavimentado. Além disso, compensa parcialmente a área impermeável da própria casa.
  • A camada de plantas e solo funciona como um excelente isolamento térmico e acústico, economizando com equipamentos de climatização como ar condicionados. Ela também previne a formação das danosas ilhas de calor, presentes nas grandes cidades.
  • Por abrigar pequenos organismos e animais, favorece a vida selvagem e a biodiversidade.
  • Permite a criação de uma área de descanso, lazer e contemplação, seja em casas ou prédios comerciais.
  • Permite também o cultivo de plantas alimentícias, desde pequenas ervas aromáticas, passando por plantas medicinais ou hortícolas.
  • Melhora a qualidade do ar, por absorver gás carbônico, produzir o oxigênio e elevar a umidade do ar entorno da construção, melhorando o conforto e a respiração.

Passo a passo:

Um terraço verde heterogêneo é mais sustentável e fácil de manter do que um monocultivo. Foto de Bob Gutowski
O primeiro requisito a se pensar antes de implantar um telhado verde é a estrutura da construção. Se o prédio está em fase de projeto, fica simples de solicitar ao arquiteto ou engenheiro responsável para realizar o dimensionamento adequado da estrutura para comportar o peso do futuro telhado verde. Para prédios já construídos, devemos solicitar a avaliação de um profissional habilitado para análise estrutural. Pense que as vigas, lajes e pilares devem sustentar o peso extra do telhado verde com carga máxima (imagine ele logo depois de um a chuva torrencial). Da mesma forma, a estrutura do telhado, deverá suportar este peso e para isso pode necessitar de reforços, independente se a estrutura for de madeira ou metal. Se necessário peça para que adicione um pilar ou reforço extra.

Em lajes, é importante que tenhamos uma inclinação de pelo menos 1,5% para perfeito escoamento da água. Em alguns casos devemos instalar ralos, em outros basta adaptar calhas e rufos. O telhado cerâmico deverá ser substituído por placas compensadas, de OSB ou até mesmo por chapas ecológicas impermeáveis para um perfeito nivelamento e alívio do peso da estrutura.

Telhados inclinados podem receber também uma malha de madeira, que ajuda a conter as camadas de solo. Foto de Gmantv
O segundo passo, e de fundamental importância é a impermeabilização. Em lajes, o mais comum é a aplicação de manta asfáltica. Já em telhados, é usual a aplicação de uma boa lona impermeabilizante. Dê especial atenção a este passo da obra, uma vez que prevenirá possíveis infiltrações futuras e muita dor de cabeça. Uma dica é aplicar um reforço extra com lona de PVC termosoldalda. Este tipo de lona é uma forte barreira, não somente para a água, como para raízes.

O próximo passo é a aplicação de uma camada de manta geotêxtil (manta bidim). A manta geotêxtil funcionará com uma camada de proteção à impermeabilização, além de servir com filtro, evitando que sujidades possam entupir as calhas e tubulação responsável pelo escoamento da água.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Quero saber mais
Argila Expandida
Em seguida, vem a camada drenante, formada por uma generosa camada de argila expandida é aplicada sobre a superfície da laje ou telhado. A argila é limpa, leve e também funcionará como uma reserva de água para as plantas. Esta camada deve ter no mínimo 7 centímetros de espessura.

Novamente, colocamos uma camada simples ou dupla de manta geotêxtil (bidim), que filtrará a água da chuva ou irrigação, impedindo que a terra invada a camada drenante. Além disso ela ajuda na estruturação das plantas e raízes sobre o telhado.

A próxima camada é o substrato. É importante que esta camada seja fértil e equilibrada. Misture solo comum de jardim, com terra vegetal (composto orgânico), e aplique calcário para neutralizar o pH. O uso de solo puro não é vantajoso, uma vez que geralmente há pouca matéria orgânica, tornando o material pesado, pouco arejado e de baixa fertilidade. Na contramão, o uso de apenas terra vegetal não fornece a estrutura necessária ao longo do tempo para que as plantas se mantenham. Com o calor e a ação do tempo, este material é rapidamente consumido e necessitará ser reposto. Assim, a mistura é mais interessante. Para deixar o material ainda mais leve, arejado com maior retenção de água, podemos misturar também vermiculita. A camada de terra deve ser pelo menos 10 centímetros para um bom desenvolvimento das raízes. Lembre-se que esta camada tende a se compactar com o tempo.

Um telhado verde não pode exigir muita manutenção. Pense nisso na hora de planejá-lo. Foto de NWT College
Por último, nosso telhado poderá receber as plantas. Para escolhê-las leve em consideração não apenas a beleza, mas a resistência às intempéries, tais como sol escaldante, estiagem, chuvas torrenciais, geadas e frio ao que o telhado estará exposto. Assim, é preferível utilizar plantas rasteiras e nativas, já plenamente adaptadas ao clima da sua região. Além disso, este tipo de planta é mais ecologicamente correto e apropriado à manutenção da vida selvagem que queremos promover. Evite plantar espécies que exijam podas frequentes ou outro tipo de manutenção. Não pense no telhado verde como uma monocultura. Ele com o tempo vai receber muitas sementes que vem com o vento, se desenvolvendo em um relvado rico e interessante.

Dicas:

  • Se necessário, aplique nas laterais do telhado, rufos para não haver infiltrações no local.
  • A manutenção do seu telhado deverá ser muito simples. Faça pelo menos duas fertilizações ao ano, uma no início da primavera e outra no fim do verão, preferindo adubos equilibrados de liberação lenta, que podem ser aplicados à lanço.
  • Antes de se aventurar no seu telhado verde, procure saber as tecnologias disponíveis. Este é um setor que evolui muito rapidamente, devido à demanda crescente. Há empresas trabalhando no desenvolvimento de módulos especiais, de fácil aplicação, muitos com sistemas de recaptação e armazenamento de água, e até mesmo com aproveitamento de água cinza (água de chuveiros, pias e lavanderias).

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.