Véu-de-noiva – Gibasis pellucida

 Gibasis pellucida,

Foto: Raquel Patro

O véu-de-noiva é uma planta herbácea, pendente, prostrada e florífera de elevado valor ornamental, tanto pela textura e cor da folhagem, como pela floração abundante e permanente. É muito ramificada, com ramos delicados, arroxeados e com nós articulados. De cada podem sair novas raízes se em contato com a terra. As folhas são ovais a lanceoladas, acuminadas, de cor verde-escura, com a página inferior arroxeada. As flores são pequenas, solitárias, brancas, com três pétalas, axilares ou terminais, e se formam durante o ano todo. O fruto é do tipo cápsula, ovóide, com poucas e grandes sementes de cor castanha.

O véu-de-noiva é uma planta excelente para vasos e cestas pendentes. Sua textura cheia e o pontilhado delicado das flores trazem um charme todo especial para varandas, páteos, salas de estar, entre outros ambientes internos ou externos. Sua manutenção é facílima, exigindo apenas leves podas para renovação da folhagem quando necessário, boa irrigação e fertilizações orgânicas semestrais. Estes pequenos cuidados são suficientes para manter a beleza desta rústica espécie. No jardim, além de compor magníficos jardins verticais, ela também se presta como forração, em canteiros semi-sombreados ou em bosques, mas teme o pisoteio, pois sua folhagem é muito frágil.

Deve ser cultivada sob meia-sombra ou luz difusa, em substrato fértil, com boa capacidade de retenção de água, porém drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado com freqüencia. Não tolera geadas ou frio intenso. Reduzir as regas na estação fria, salvo quando o inverno é demasiado seco. Em países de clima temperado pode ser cultivada em estufas úmidas. Sob condições de grande luminosidade, torna-se mais compacta na textura e, a cor arroxeada dos ramos e verso das folhas se acentua. Em condições de pouca luz, desenvolve-se mais esparsa e pode não desenvolver a cor arroxeada. Multiplica-se facilmente por estaquia dos ramos, postos a enraizar em solo leve e mantido úmido. Também pode ser multiplicada por mergulhia.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Pode se tornar invasiva em determinadas situações.

One comment on “Véu-de-noiva – Gibasis pellucida

  1. Tenho um vaso pendente em casa e perto das raízes elas estão bem secas, o lugar que ela está é sombra mas com bastante claridade

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *