Veludo-roxo – Gynura aurantiaca

 Gynura aurantiaca, Ginura, Planta-veludo, Paixão-roxa

Foto: R_A_L

O veludo-roxo é uma trepadeira ramificada, perenifólia, de folhagem exuberante e flores amarelas, utilizada no mundo inteiro para decoração de interiores bem iluminados. Quando adulta, apresenta caule lenhoso na base. O que chama a atenção nessa planta são suas delicadas folhas. Elas são verde escuras a roxas, com uma densa pilosidade roxa, dando-lhe um aspecto aveludado. São ainda elípticas a ovaladas, por vezes lobadas, brilhantes, com margens denteadas, suculentas e acuminadas. Floresce geralmente após o primeiro ano, no verão, depontando inflorescências do tipo capítulo, pequenas, de cor amarelo ouro e malcheirosas. Após a floração surgem os frutos, que são do tipo aquênio, com pelos brancos, à semelhança do dente-de-leão (Taraxacum officinale).

Por seu pequeno porte, o veludo-roxo é uma planta ideal para vasos, jardineiras e principalmente para cestos pendentes. Se deixada crescer livremente, acaba por perder o brilho arroxeado de suas folhas. Portanto, é interessante podá-la para que permaneça com o porte controlado. Obtenha um efeito cheio mais rápido e consistente plantando de três a cinco mudas por vaso. Também pode-se oferecer treliças delicadas, para que o seu caule volúvel suba. No jardim, seu uso deve evidenciar sua bela cor e textura, criando contrastes interessantes, ou simplesmente somando com outras espécies também pilosas ou arroxeadas.

Deve ser cultivada sob meia sombra, em solo fértil, levemente ácido, enriquecido com matéria orgânica e irrigado frequentemente. Resguarde a planta do sol forte do meio dia. Se as folhas se tornarem mais verdes do que liláses, procure colocar a planta em local mais iluminado. Ao irrigar, evite molhar as folhas, o que pode provocar pontos marrons. Reduza as regas no inverno para evitar apodrecimento do sistema radicular. Efetue o beliscamento nas mudas novas e nas plantas em desenvolvimento, para estimular um crescimento mais denso e atraente. Se não gostar das flores, ou do seu aroma, remova os botões por beliscamento também. Esse procedimento também ajuda a retardar o envelhecimento da planta. Após a floração a planta tende a decair, por este motivo, aproveite as podas para propagar a planta e assim ter sempre novas mudas para reposição das plantas velhas. Multiplica-se por estaquia de ramos e ponteiros.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *