Tabaco-arbóreo – Nicotiana glauca

 Nicotiana glauca, Charuteira, Charuto-do-rei, Tabaco-ornamental, Árvore-do-tabaco, Tabaco-negro,  Roca-de-vênus, Tabaco-bravo

O tabaco-arbóreo é uma planta lenhosa, arbustiva, de rápido crescimento e florescimento decorativo, que atrai beija-flores com seu rico néctar. Ela é nativa da América do Sul, mas está naturalizada em diversas regiões temperadas e subtropicais do mundo, onde foi introduzida em jardins ornamentais.

Apresenta caules lenhosos e ramificados que alcançam de 3 a 7 metros de altura. Suas folhas diferem de outras espécies de tabaco, por serem longo pecioladas e glabras. Elas apresentam formato obovado, são acuminadas, coriáceas e de cor verde-acinzentada. Se amassadas, elas liberam um odor característico e desagradável. À medida que a plantas envelhecem seus ramos perdem gradativamente as folhas. As inflorescências são do tipo panícula e apresentam numerosas flores amarelas, tubulares e pentâmeras. O florescimento ocorre na primavera e verão. Os frutos que se seguem são do tipo cápsula, elípticos e contém cerca de cem sementes pequenas, castanhas e arredondadas.

Nos jardins, o tabaco-ornamental pode ser conduzido como arbusto ou arvoreta, de acordo com as podas. Assim, pode ser usado em renques, conjuntos ou isoladamente. Não se deve tentar imprimir à ela, uma forma rígida, formal, pois não combina com sua natureza e prejudica a floração. Assim, as podas de formação devem apenas conduzir o formato e altura geral da planta. É ideal para jardins onde se objetiva atrair beija-flores. É uma planta muito rústica, que demanda poucos cuidados. Apenas uma adubação anual na primavera e podas de formação e limpeza.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solos drenáveis e irrigada regularmente no primeiro ano de implantação. Vegeta mesmo em solos pobres e incautos, por isso não é raro vê-la crescendo na beira de estradas e terrenos baldios. Ainda assim, quando plantada para ornamentação, é indicada a fertilização orgânica do solo e irrigação. Os espécimes cultivados ficam com aspecto mais bonito e denso quando submetidos às podas de formação. Multiplica-se por sementes, postas a germinar na primavera, sempre após a última geada.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Planta tóxica, manter fora do alcance de crianças pequenas e animais domésticos. A ingestão das folhas causa enjoos, vertigens, alucinações, diarréia e efeitos respiratórios de diferente intensidade. Algumas tribos americanas utilizavam o extrato da planta para matar seus inimigos. Esta espécie também pode se tornar uma planta invasora em determinadas situações.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.