Sombrinha-chinesa – Cyperus alternifolius

O Cyperus alternifolius ganhou o nome de sombrinha-chinesa devido à forma que tomam suas folhas. Esta planta possui as hastes finas e resistentes e proporciona um belo efeito ornamental. Na mesma família (Cyperaceae) estão também outras plantas mais conhecidas, como o papiro (Cyperus papirus), que era utilizado pelos egípcios para a confecção do papiro, e o papiro-brasileiro (Cyperus giganteus) que é nativo do Brasil.

Desenvolve-se sob sol-pleno ou meia-sombra. Apesar de suportar o sol muito forte e frio intenso, nessas condições geralmente fica com as folhas queimadas e com mau aspecto. Quando cultivada diretamente no solo bem drenado, seu desenvolvimento pode ficar comprometido, devendo permanecer à meia-sombra. Já em solo úmido ou ainda em solo alagado, com coluna de água em torno de 5cm, aceita sol pleno. Mostra-se, assim, uma ótima planta para ser cultivada em lagos ornamentais, desde que suas raízes sejam mantidas sob controle. Cresce até cerca de 1,5 metro de altura.

Possui folhas perenes, sempre verdes, estreitas e eretas que partem do centro de uma haste, obtendo o formato de uma sombrinha. Requer que as folhas velhas sejam retiradas para manter uma melhor aparência. A sombrinha-chinesa não é exigente quanto ao pH da água, suportando altos índices de reserva alcalina. Assim, desenvolvem-se muito bem mesmo em lagos de alvenaria. As flores não têm importância ornamental.

Sua propagação pode se dar por sementes, por divisão do rizoma ou ainda cortando-se as folhas com uma parte da haste e deixando-a na água ou enterrando-a em solo úmido ou areia.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

A sombrinha-chinesa é uma planta palustre de crescimento muito rápido, chegando a ser considerada como invasora em determinadas situações. É importante não introduzi-la indiscriminadamente em áreas abertas nas quais poderia prejudicar a flora local, considerando seu caráter altamente invasor.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.