Solano-azul – Lycianthes rantonnetii

 Lycianthes rantonnetii, Solano-de-flor-azul, Solano, Arbusto-azul-da-batata

Foto: Maja Dumat

O Solano-azul é uma planta arbustiva, perenifólia, bastante ramificada e de folhagem e florescimento ornamentais. Ela é nativa do Brasil, Paraguai, Argentina e Bolívia e alcança cerca de dois metros de altura e largura, com um belo formato arredondado. As folhas são ovais a elípticas, acuminadas, simples, inteiras, alternas e de cor ver-brilhante ou variegadas de branco. No verão surgem as numerosas flores, em forma de trompete, com o centro amarelo ouro, proeminente, e pétalas fundidas, em tons de azul ou roxo, de acordo com a variedade. Elas são delicadamente perfumadas e atraem polinizadores como borboletas e beija-flores. Os frutos que se seguem são pequenas bagas globosas, cordadas na base, de cor laranja ou vermelha, atrativas para os passarinhos, mas tóxicos para seres humanos e animais domésticos.

Foto de Candiru
Um arbusto gracioso, perfeito para a formação de cercas-vivas floridas, assim como topiarias e até mesmo como trepadeira. Pode ser plantado em grupos, linhas ou isolado, como destaque. Você pode conduzi-lo como arbusto informal, ou imprimir-lhe diferentes formatos, pois admite podas frequentes. A poda deve ser realizada no inverno, após a floração e não deve ser drástica, limitando-se a cerca de um terço do comprimento dos ramos. Apresenta crescimento rápido a moderado. Se lhe forem removidas os ramos da base, transforma-se em uma delicada arvoreta. Também pode ser plantado em vasos e jardineiras.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido matéria orgânica e irrigado regularmente. Próprio para clima tropical e subtropical, não tolera o frio intenso. Se dá muito bem também em regiões litorâneas, sujeitas à salinidade, desde que resguardado de ventos fortes. Para um formato denso e floração intensa, convém plantá-lo sob sol pleno. À meia-sombra, floresce com menor intensidade e adquire mais facilmente uma ramagem solta, informal. Fertilize durante os meses de crescimento, preferencialmente com adubos de liberação lenta, na proporção de 10.10.10 (NPK). Multiplica-se por estaquia dos ramos semi-lenhosos.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Planta tóxica. Manter longe do alcance de crianças pequenas e animais domésticos.