Rosário – Senecio rowleyanus

Nativa de regiões desérticas da África, o rosário é uma planta suculenta muito curiosa, devido à forma esférica de suas folhas, semelhantes à ervilhas. Esta adaptação das folhas torna a planta muito resistente à perda de água e conseqüentemente aos períodos de seca. As folhas ainda tem uma estreita faixa transparente, como um janela, para que a luz penetre no seu interior e aumente a fotossíntese. Quando sob iluminação suficiente, produz flores pequenas, compostas, brancas e com um delicioso perfume de canela. Ocorre ainda uma variedade de folhas variegadas.

O rosário é uma planta excelente para vasos e jardineiras, mas principalmente cestas suspensas, onde seu longos ramos pendentes evidenciam toda a sua graça. É uma planta rústica e de manutenção fácil, que pode ser plantada em estufas, ambientes internos, varandas, sacadas, etc. Exige apenas replantio a cada dois anos, adubações bimestrais e podas para renovação da folhagem. Aprecia o clima ameno, com temperaturas sempre acima de 5ºC.

Devem ser cultivadas sob sol pleno, mas protegidas durante as horas mais quentes do dia, mas adapta-se à meia-sombra e sob iluminação difusa. Seu substrato deve ser leve, arenoso, bem drenável e rico em matéria orgânica, semelhante aos substratos para cactos e suculentas. Regas semanais durante o período de crescimento são suficientes. Aguardar o secamento do substrato entre as regas também é interessante. Multiplica-se facilmente por estaquia.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.