Renda-portuguesa – Davalia fejeensis

A renda-portuguesa é da mesma família das samambaias. Suas folhas (frondes) são muito interessantes: apresentam grande detalhamento nas suas subdivisões e recortes, tornando-a uma planta de textura muito particular e bela. As variedades mais conhecidas são a plumosa e a robusta. No inverno as folhas da renda-portuguesa tornam-se amareladas e caem, e ela deve ser protegida.

Pode ser cultivada em vasos e jardineiras com substrato rico em matéria orgânica, sempre à meia sombra, com regas freqüentes. Além disso tem a possibilidade de ser plantada na vertical. Aprecia o calor e a alta umidade. Não tolera sol direto ou frio intenso. Multiplica-se por divisão dos rizomas.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

4 comments on “Renda-portuguesa – Davalia fejeensis

  1. Na minha adolescência tínhamos renda portuguesa em casa em alguns vasos. Fazia muito tempo que não vinha essa planta até recentemente. Fui fazer uma reforma no telhado e encontrei uma pequena touceira dela quase toda ressequida pelo sol. Fiquei super contente e também surpreso. Transferi para um vaso e estou cultivando. O que me surpreendeu foi encontrá-la em uma local em que o sol bate intensamente por várias horas todo dia.

  2. Encontrei uma touceira no canteiro do meu jardim com uma folha. Alguém deixou por lá e não tenho certeza de quem foi, pois tenho um amigo que sempre larga alguma planta lá em casa e não me diz, mas pode ter sido o jardineiro também. Mudei a planta para um vaso rústico feito com fibra de côco cru há algo em torno de 8 meses. Inicialmente ela sofreu um pouco, mas pode ter sido por causa do tanino que existe na fibra. O dono da loja que me vendeu o vaso que disse isso, ele é agrônomo, e penso que pode ter sido mesmo, pois depois de uns meses de uso a planta começou a brotar de forma exuberante. Hoje ela está lindíssima e com uma porção de brotos. O problema é que os brotos só nascem em direção à luz, então tenho que girar a planta de tempos em tempos para estimular a brotação em lugares diferentes e assim fazer com que ela fique com um aspecto mais vistoso, cheio.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.