Pau-mulato – Calycophyllum spruceanum

O pau-mulato é uma árvore nativa da amazônia e de reconhecido valor com ornamental, principalmente pela beleza escultural do seu tronco. De porte imponente e elegante, ele atinge de 15 a 40 metros de altura, com 30 a 40 cm de diâmetro de tronco. A copa é colunar e pode ter de 4 a 8 metros de diâmetro. Seu tronco é retilíneo, com ramificações somente no ápice. Anualmente, perde sua casca em longas tiras verticais, revelando uma superfície muito lisa, brilhante, de tonalidade avermelhada. Desta forma, por passar por este ciclo anual, o córtex do pau-mulato tem uma gradativa variação de cores, que vão do esverdeado ao castanho, passando pelo avermelhado, pardo e prateado. Por este motivo também, ele se mantém sempre livre de pragas, doenças, líquens, epífitas e trepadeiras. As folhas são simples, inteiras, grandes e semicaducas. As flores são como pequenas estrelas perfumadas, arranjadas em cachos. Elas surgem no outono e inverno, produzem muito néctar e atraem polinizadores. Os frutos que se seguem são do tipo cápsula, e amadurecem na primavera e verão, liberando as diminutas sementes aladas. A dispersão da espécie é pelo vento e pela água.

No paisagismo o pau-mulato se destaca principalmente pela beleza mutável do seu tronco. Podemos valorizar o seu uso em alamedas ou renques formais e ladeando caminhos e trilhas em bosques e parques. Uma das alamedas mais famosas de pau-mulato encontra-se no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que podemos apreciar na foto que ilustra essa ficha técnica. Seu crescimento é moderado a lento e é bastante resistente as pragas e doenças, exigindo pouca ou nenhuma manutenção. Seu uso é indicado na recuperação de áreas degradadas, principalmente quando a área a recuperar for de mata ciliar.

A madeira do pau-mulato é muito durável, de boa qualidade, podendo ser utilizada na construção civil, em cabos para ferramentas, molduras, pisos e construção naval.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, profundo, rico em húmus e irrigado regularmente. Seu plantio é adequado em regiões de clima tropical. É tolerante a longos períodos de encharcamento, mas não resiste à estiagem prolongada ou frio intenso. Multiplica-se por sementes frescas, recém colhidas, entre os meses de novembro e dezembro. O índice germinativo é baixo e a germinação ocorre em 20 a 40 dias. As mudas apresentam-se prontas para o plantio definitivo com 7 a 8 meses. Para um rápido desenvolvimento inicial plante em covas amplas, com esterco bem curtido e irrigue nos primeiros anos.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Candidíase, pé-de-atleta, micoses de unha, piolhos, bicho-de-pé, sarna, feridas, manchas na pele, envelhecimento precoce da pele, diabetes
  • Propriedades: Antifúngico, adstringente, inseticida, antibacteriano, repelente, antioxidante, emoliente, cicatrizante, antiparasitário, clareador (pele).
  • Partes Utilizadas: Casca do tronco

2 comments on “Pau-mulato – Calycophyllum spruceanum

  1. Plantei uma muda de uns 70 cm no passeio da minha casa. Esse ano ela já dobrou de tamanho. Esse arvore é maravilhosa !

  2. Bom dia. Sou eng.agron.paisagista e tenho duvidas sobre poda de plantio de mudas de pau-mulato que recomendei a um cliente. Foram plantadas mudas grandes( 5 a 6m de tronco) e foi feito o uso de tutores e amarrios. A conformação está boa, mas o engrossamento do caule está esta lento. Há algum tipo de poda que possa ser feito para apressa-lo?.Obrigado e aguardo.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.