Palmeira-sagu – Cycas circinalis

A palmeira-sagu é uma planta dióica, arbustiva e lenhosa, que é largamente utilizada no paisagismo, pela beleza singular formada pelo conjunto das folhas brilhantes e longas, dispostas em coroa. Apesar do nome e do aspecto, ela não apresenta parentesco com as palmeiras nem com as samambaias. Na verdade ela pertence à Cicadaceae, uma família da plantas com características pré-históricas. O nome científico circinalis, do latim “espiral”, é uma referencia aos folíolos que são enrolados quando jovens. Na maioria dos exemplares de palmeira-sagu o tronco é simples, mas em plantas mais velhas podem ocorrer ramificações. Ele apresenta casca grossa e rugosa, de cor castanha, que pode servir de suporte para epífitas, como orquídeas. As folhas são pinadas, de cor verde clara e muito longas, com cerca de 1,5 metros de comprimento. Os folíolos são lineares, tomentosos, opostos e pendentes, dando à folha um lindo aspecto plumoso. Os mais basais são reduzidos à espinhos. As plantas macho produzem cones alongados, de cor creme a marrom, com cerca de 30 cm, que surgem no topo da coroa. Já as fêmeas produzem sementes globosas, de cor marrom ou alaranjadas e muito tóxicas, localizadas em folhas especiais do tipo esporófilo, de cor marrom e muito pilosas que crescem no topo da coroa. As sementes ainda são recobertas por uma camada esponjosa que lhes permite flutuar na água. A polinização é pelo vento e por insetos.

No jardim a palmeira-sagu geralmente ganha lugar de destaque, como ponto focal. Sua aparência tropical, elegante e escultural é ideal para a entrada da casa, ou isolada em gramados bem aparados. Pequenos bosques formados pelo plantio de três ou mais exemplares também causam um efeito bastante interessante. Ainda pode ser aproveitada em linhas, emoldurando caminhos. Devido ao crescimento lento a palmeira-sagu pode alcançar preços elevados. Apesar disso é bastante longeva, rústica e resiste a pragas e doenças, demandando pouca manutenção.

Quando jovem a palmeira-sagu pode ser plantada em vasos e conduzida em interiores, desde que bem iluminados. Suas folhas também são aproveitadas cortadas, entrando na composição de arranjos florais. Curiosidade: Em seu local de origem, as pessoas costumam fazer uma farinha das sementes, que precisam ser lavadas e deixadas de molho por diversas vezes, para reduzir sua toxicidade. Com esta farinha, é possível fazer tortilhas, tamales, sopas e mingaus. No entanto, o consumo desta farinha por longo tempo, é perigoso, e costuma provocar intoxicação também.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Plantas adultas e bem estabelecidas podem resistir bem à estiagem. No entanto, se o período seco ocorrer no momento em que as folhas estão imaturas, a planta pode sofrer danos. Não tolera geadas ou encharcamento do solo. Multiplica-se por sementes postas a germinar em substrato mantido úmido, preferencialmente em estufas. A germinação ocorre em 8 a 12 semanas. Note que as sementes só serão férteis se as plantas fêmeas forem cultivadas próximas de alguma planta macho. Outra forma de multiplicar a espécie é através da separação das pequenas mudas que se formam no tronco da planta mãe.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Os frutos e sementes da palmeira-sagu possuem uma potente neurotoxina e se ingeridos podem provocar paralisia e a morte em animais ou pessoas.

7 comments on “Palmeira-sagu – Cycas circinalis

  1. A Minha é bem novinha ainda e já estava achando que tinha algo de errado com ela pois já tenho a mais ouenos 1 mês e nada de folhas novas.
    Coloquei-a em um vaso maior pra ver se ela desenvolvia mais rápido, agora sei que é lenta, porém é linda.

  2. Fui cortar as folhas secas e furei os dedos com ela. Criou uma ferida como se fosse queimadura que inflamou e doi muito.

  3. A minha, de cerca de 4m de altura e mais de 25 anos, oferece numerosos brotos que irrompem da casca ao longo do seu tronco. Permitem fácil multiplicação.

  4. Tenho Uma Cyca Circinális com aproximadamente 10 anos, ela sempre dá todo ano em janeiroum cone grande 40 cm muito saudável, depois ele cái e vem uma nova camada de folhas. Este ano estranhamente o cone apontou pra sair mas não saiu, ficou ali por diversos meses, no lugar ficou uma matéria escura marrom parecendo uma farinha escura, sempre que cone sai as folhas descem e ele fica no meio, quando apodrece e cai no seu lugar abrem-se um grande leque de novas folhas. Estou preocupado com isso. Oque pode estar acontecendo com ela? Agradeço desde já se puderem me ajudar a entender o que está acontecendo. Obrigado.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.