Ninféia-vermelha – Nymphaea rubra

 Nymphaea rubra, Nenúfar, Ninféia-rosa

Foto: Rl

Planta de folhagem e florescimento bastante ornamental, a ninféia-vermelha acrescenta beleza e misticismo aos jardins com lagos. Suas folhas flutuantes são grandes, arredondadas e com bordas serrilhadas. As flores, elevadas acima do nível da água, são formadas no verão, e se abrem brancas, tornando-se róseas com o passar do tempo. Os estames amarelos são elevados em bloco. A ninféia-vermelha pode ser plantada em vasos ou diretamente no lodo em cursos de água lentos ou lagoas de água doce, vivendo a pouca profundidade. Sua folhagem e flores desaparece no inverno.

Pode ser cultivada em lagos, tanques e espelhos de água, sempre a pleno sol. Se a água contiver peixes, evite adubações pesadas, fazendo apenas uma fertilização leve caso seja muito necessário. Tolerante ao frio. Multiplica-se pela divisão dos tubérculos e por sementes.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

One comment on “Ninféia-vermelha – Nymphaea rubra

  1. Cara Raquel, tenho 4 espécies de ninféias em meu laguinho e gostaria de compartilhar uma informação muito relevante que vale para qualquer planta aquática: o PH. No caso da ninféia, ela não tolera água alcalina deixando de se desenvolver apropriadamente. Então, como leitor assíduo do seu site, eu sugiro que deixe essa observação nas ninfeias que por serem plantas de pântanos só prosperam em água com PH ácido ou neutro.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.