Jacobínia-amarela – Justicia aurea

A jacobínia-amarela é um arbusto lenhoso e florífero, nativo de regiões costeiras da América Central e do México. Em seu habitat, podem alcançar até 6 metros de altura, embora em cultivo geralmente cheguem a 2,5 metros. Seus ramos são pubescentes a tomentosos quando jovens, pouco ramificados. As folhas são simples, opostas, ovadas a elípticas, acuminadas, brilhantes, com nervuras bem marcadas e margens crenuladas. Floresce durante o ano todo, com mais intensidade na primavera e verão. Suas inflorescências são do tipo espiga, densas, eretas, compostas por numerosas flores tubulares, de corola amarela e muito atrativas aos beija-flores.

A jacobínea-amarela é uma planta que se destaca por suas grandes e chamativas inflorescências que se formam ao longo de todo ano. Além disso, por suas folhas largas e textura solta, empresta um ar tropical onde quer que seja utilizada. Pode acrescentar charme a um recanto sombreado no jardim, assim como em renques ao longo de muros, ou isolada em entradas de casas, varandas, etc. Ainda pode ser plantada junto às colunas, sendo conduzida como se fosse uma trepadeira, com um pouco de tutoramento. Vai muito bem em ambientes internos, que recebam muita luz direta, como embaixo de clarabóias ou bem próximo às janelas. Neste caso, plante em vasos bem amplos, para que possa desenvolver bem o sistema radicular.

Deve ser cultivada em local semi sombreado, com solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Não tolera estiagem ou frio intenso, principalmente em locais sujeitos a geadas. Em áreas litorâneas cultive sob sol pleno. Aprecia o clima tropical, com calor e umidade na maior parte do tempo, mas não tolera encharcamento por tempo prolongado. Pode a jacobínea-amarela no final do inverno, para estimular sua ramificação e renovação da folhagem. Nesta ocasião aproveite para fertilizar a planta com adubos de liberação lenta. Durante o florescimento, é interessante remover as flores velhas, para estimular a formação de novos botões. Multiplica-se por estacas postas a enraizar após a floração, por ocasião da poda.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

One comment on “Jacobínia-amarela – Justicia aurea

  1. Gostaria que o site contemplasse as plantas ornamentais exóticas invasoras listadas nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul para evitar que as pessoas as produzam e comercializem. Assim evitamos danos graves e de difílil reversão ao meio ambiente. Posso fornecer as listagens. A ajuda dos paisagistas é importante para definir plantas alternativas a essas invasoras que sejam nativas ou, ainda que exóticas, que não sejam invasoras.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.