Hibisco – Hibiscus moscheutos

O Hibiscus moscheutos é uma espécie de porte arbustivo e florescimento ornamental, originário de planícies alagadas ao longo da costa do Oceano Atlântico, na América do Norte. Apresenta ramagem ramificada, de textura semi-herbácea e ereta. As folhas são mucilaginosas, pubescentes na página inferior e glabras, na superior. Elas podem ser inteiras ou com até três lobos, e geralmente se apresentam em formato deltóide ou cordiforme, com margens crenadas. Floresce no verão, despontando grandes flores terminais, com diâmetro que varia de 15 a 25 cm de diâmetro, de acordo com a cultivar. Elas são pentâmeras, hermafroditas e se apresentam em uma grande variedade de cores, como branco, salmão, rosa, vermelho e vinho, em cores sólidas ou em delicados degradeés, muitas delas com o centro de cor marrom ou bordô. Os frutos são cápsulas globosas, com numerosas sementes.

Foto de Andrew Cannizzaro
No paisagismo, o Hibiscus moscheutos se presta para a formação de maciços, bordaduras ou em conjuntos. Sua estrutura arbustiva o coloca como excelente bordadura e cerca-viva baixa. É ideal para terrenos alagadiços ou em áreas palustres, em torno de fontes e laguinhos. Adapta-se muito bem a regiões litorâneas, sujeitas à maresia. Confere a tropicalidade dos hibiscos a locais mais frios também. Pode ser plantada em vasos ou jardineiras. Atrativa para borboletas e beija-flores.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo arenoso ou argiloso, adicionado de matéria orgânica e constantemente úmido ou irrigado frequentemente. Esta espécie de hibisco perde sua folhagem em invernos rigorosos, mas costuma rebrotar com vigor na primavera. Fertilize na primavera e verão com adubos próprios para crescimento e floração. Multiplica-se por sementes postas e germinar em substrato mantido úmido na primavera, por estaquia, ou por divisão da ramagem enraizada durante o inverno.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.