Gengibre-cara-de-panda – Asarum maximum

O gengibre-cara-de-panda é uma planta rizomatosa, herbácea e florífera, originária das florestas das províncias de Hubei e Sichuan, na China. Suas folhas surgem diretamente do rizoma horizontal. Elas são solitárias, brilhantes e sustentadas por um longo pecíolo. O conjunto da folhagem é denso e arredondado. As folhas tem formato de coração, e são verde escuras nas margens, com uma mancha verde clara prateada no centro, muito decorativas. Floresce na primavera, apresentando sob a folhagem diversas flores trímeras, campanuladas, aveludadas, com o centro branco e as margens negras, que lembram o urso panda. As flores são hermafroditas e tem um perfume característico de cogumelos. A polinização é realizada por moscas.

Esta é uma planta excelente para pátios e varandas e é especialmente bacana de mostrar para as crianças, pelo seu aspecto lúdico. Como a floração ocorre sob a folhagem, é indicado plantá-la em vasos e jardineiras que fiquem elevadas, preferencialmente na altura dos olhos. Ainda assim, sua folhagem por si só é muito ornamental, portanto também é interessante como forração para áreas sombreadas do jardim.

Deve ser cultivada sob meia sombra ou luz difusa, em solo humoso, drenável e irrigado regularmente. Aprecia a umidade ambiental. Sensível ao ataque de lesmas e caramujos. Multiplica-se por sementes postas a germinar no final do verão. As sementes necessitam quebrar a dormência passando por um período frio, correspondente ao inverno, para germinarem na primavera. A propagação também se dá por divisão da planta enraizada, preservando a estrutura completa em cada muda, com rizoma, raízes e folhas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Dores de garganta
  • Propriedades: Expectorante, Analgésica
  • Partes Utilizadas: Toda a planta

Alerta:

Cuidado: As folhas do gengibre-cara-de-panda são consideradas tóxicas. Uso medicinal apenas sob critério médico.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.