Erva-mate – Ilex paraguariensis

 Ilex paraguariensis, Mate, Congonha, Erveira, Erva, Erva-verdadeira, Erva-congonha, Erva-chimarrão, Chá-dos-jesuítas, Chá-das-missões, Congonha-das-missões, Congonheira, Mate-legítimo, Mate-verdadeiro

A erva-mate é uma árvore dióica, perenifólia, de pequeno porte e conhecida principalmente por ser a fonte da erva de chimarrão, chá mate e tereré, bebidas populares no sul da América Latina e que vem ganhando adeptos em diferentes países como Síria, Japão e Estados Unidos, etc. Ela é característica do bioma “Mata de Araucária”, em altitudes acima de 400 metros. Cresce no sub-bosque e beneficia-se do sombreamento das outras árvores, desenvolvendo nessas condições até 15 metros de altura, enquanto que em condições de cultivo e sob sol pleno raramente ultrapassa sete metros de altura. Apresenta tronco ereto, com diâmetro final de 20 a 50 cm e casca pardo-acinzentada, rugosa e com muitas lenticelas. Suas folhas apresentam disposição alterna e são simples, glabras, pecioladas, coriáceas, obovadas, de cor verde escura e com margens serrilhadas. A erva-mate floresce na primavera e início do verão, despontado inflorescências em feixes corimbóides e axilares, com flores pequenas, simples, brancas, que são polinizadas por insetos. Os frutos que se seguem são bagas globulares, pequenas e vermelhas quando maduras, contendo quatro sementes. Eles são avidamente comidos por passarinhos, principalmente os sabiás, seus principais disseminadores.

No paisagismo, a erva-mate é ainda pouco explorada, mas se presta muito bem para a formação de cercas-vivas informais, principalmente em áreas semi-sombreadas onde outros arbustos perecem. Também podem ser utilizadas em bosques em conjunto com outras espécies de árvores, em parques e jardins maiores. Apesar de ela gostar da companhia de outras árvores, nada impede seu plantio isolado e até mesmo em vasos. Seu uso em áreas de reflorestamento é também bastante útil por atrair a avifauna. Apresenta crescimento lento a moderado.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, profundo, permeável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado no primeiro ano de implantação. As mudas jovens de erva-mate devem ser sempre protegidas do sol forte. Assim, providencie um sombreamento inicial e vá removendo gradativamente, de acordo com o crescimento da planta. Em cultivos comerciais, recomenda-se podar a planta de forma a mantê-la sempre com menos de 3 metros de altura, facilitando assim a colheita das folhas. A erva-mate não é uma espécie para monocultivos, onde as pragas e doenças rapidamente se instalam. Ela é a cultura perfeita para o uso sustentável, misturada a espécies nativas, madeireiras e ou frutíferas por exemplo, como o pinus e a araucária. Para uso como cerca-viva são necessárias podas de formação, que estimulam o adensamento da planta. Fertilize semestralmente com adubos orgânicos e fertilizantes de liberação lenta. Multiplica-se com dificuldade por estaquia e sementes, que devem ser colhidas de frutos maduros e estratificadas por 5 a 6 meses em areia úmida, antes do plantio.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Fraqueza, Obesidade, Letargia, Fadiga, Exaustão, Gota, Hipertensão, Dores nos nervos, Cólicas renais, Reumatismo, Insuficiencia urinária, Depressão, Dor de cabeça, Constipação, Escorbuto, Febre do feno, Hemorroidas, Estresse, Anemia, Diabetes
  • Propriedades: Inibidor de apetite, estimulante, diurético, laxante, afrodisíaco, melhora da memória, tônico geral, cardiotônico, digestiva, sudorífera, antioxidante
  • Partes Utilizadas: Folhas e ramos (chá)