Cambará – Lantana camara

Arbusto florífero de efeito muito ornamental, o cambará é excelente para a formação de maciços e bordaduras. Suas folhas são opostas e muito pilosas, e os seus ramos flexíveis podem ser eretos ou semipendentes. As inflorescências são compostas por numerosas flores, formando mini-buquês das mais variadas cores, como laranja, rosa, vermelho, amarelo e branco; sendo comum observar, na mesma inflorescência, flores com colorações diferentes do centro para a periferia. Os frutos são do tipo drupa.

Deve ser cultivado a pleno sol, em solo fértil enriquecido com composto orgânico, com regas periódicas. Tem grande potencial invasivo, tornando-se daninha em determinadas situações. Também é considerada planta tóxica e sua utilização terapêutica deve ter acompanhamento médico. Tolerante ao frio e às podas. Multiplica-se por estacas e sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: infecções respiratórias, alergias respiratórias, reumatismo, febre, infecções de ouvido
  • Propriedades: balsâmico, diurético, estimulante, expectorante, sudorífera, tônico
  • Partes Utilizadas: folhas

Alerta:

O manuseio da planta sem luvas pode provocar reações alérgicas e irritações na pele. A ingestão de qualquer parte da planta pode provocar intoxicação. Utilize apenas sob orientação do seu médico. As folhas e frutos contêm lantadeno A e lantadeno B como princípio tóxico. Os efeitos tóxicos incluem falta de apetite, fraqueza, fezes moles e sanguinolentas, vômitos, diarréia, efeitos hepatotóxicos, pupilas dilatadas, fotofobia, cianose e fotossensibilização.