Agerato – Ageratum houstonianum

 Ageratum houstonianum, Celestina, Erva-de-santa-lúcia, Erva-de-são-joão, Mentraço, Mentrasto

Foto: Kenpei

O agerato é uma planta herbácea, ereta, ramificada, de florescimento vistoso, ideal para a formação de maciços e bordaduras, em diferentes tipos de clima. Seu porte é pequeno, geralmente entre 20 e 30 centímetros de altura. A folhagem é densa, com folhas ovaladas a cordiformes, opostas e de cor verde-brilhante. As inflorescências surgem na primavera e permanecem até o final do outono. Elas são do tipo capítulo, compostas por numerosas flores felpudas, em diferentes tons de azul e lilás, mas que também podem ser róseas ou brancas, de acordo com a variedade.

No paisagismo, o agerato tem lugar na formação de densos maciços ou bordaduras demarcando caminhos e canteiros. Seus tons violáceos harmonizam de forma delicada com a cor rosa e são complementares ao amarelo. Também pode ser plantada em vasos e jardineiras, ornamentando varandas e pátios ensolarados. Exige pouca manutenção e apresenta propriedades medicinais, mas seu uso deve ser moderado e conduzido por médico, pois trata-se de uma planta tóxica ao fígado se consumida em excesso.

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Não tolera geadas ou encharcamento. Em climas quentes, deve ser conduzido sob meia-sombra, ou ao menos protegido do sol forte do meio-dia. Nos climas mais frios ou amenos, o cultivo deve ser sob sol pleno, para um intenso florescimento. A remoção das flores murchas, assim como a fertilização mensal, estimulam florações sucessivas no agerato. Multiplica-se por sementes postas a germinar no inverno, em ambiente protegido do frio intenso ou geadas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: analgésica, antiespasmódica, antiinflamatória, carminativa, anti-reumática, cicatrizante, diurética, emenagoga, vasodilatadora, estimulante, febrífuga
  • Propriedades: cólicas uterinas, tensão pré-menstrual, menopausa, reumatismo, artrose, dores articulares, febre, além de afecções pulmonares, afecções intestinais, afecções urinárias
  • Partes Utilizadas: folhas, flores

Alerta:

Planta tóxica, utilize sob orientação médica.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *