Afelandra-coral – Aphelandra sinclairiana

A afelandra-coral é uma planta arbustiva e florífera, nativa da América Central e conhecida pela sua venerável beleza tropical. Apresenta folhagem densa, com folhas grandes, brilhantes, ovais, de cor verde a verde-amarelada, e nervuras muito profundas que deixam a folha com aspecto corrugado. As flores são tubulares, longas e róseas e muito atrativas para beija-flores. Elas surgem na primavera em inflorescências eretas, espigadas, com cerca de 15 cm de altura e brácteas em escamas, de cor salmão. Mesmo após a queda das flores, as espigas ainda permanecem belas e coloridas por bastante tempo.

A exuberante afelandra-coral é própria para os jardins tropicais. Ela aprecia o calor e a umidade, mas teme o sol forte das horas mais quentes do dia. Plante-a isolada em vasos ou como destaque no jardim. Seu uso em grupos ou bordaduras, ao longo de um conjunto de árvores ou muro, enaltece ainda mais sua beleza. Em clima frio não convém plantá-la, pois além de ter seu desenvolvimento prejudicado ainda não floresce de forma satisfatória.

Deve ser cultivada sob meia sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Não tolera frio intenso, geadas ou estiagem, o que ocasiona queda repentina das suas folhas. Com o tempo tende a perder as folhas de baixo. É interessante podar drasticamente a afelandra-coral assim que terminar a floração para estimular a formação de uma folhagem nova e vigorosa. No entanto, deve se evitar podar no fim do verão o que prejudica a floração seguinte. Multiplica-se por sementes ou estacas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.