Acelga – Beta vulgaris cicla

A acelga é uma variedade de Beta vulgaris, assim como a beterraba. Os gregos, egípcios e romanos já cultivavam a acelga desde a antiguidade, para alimentação humana e animal, mas ela só se tornou popular na França durante a Idade Média. A acelga apresenta folhas grandes em roseta, com pecíolos (talos) longos, firmes e largos. As folhas são brilhantes e apresentam em geral coloração verde ou avermelhada em diversas tonalidades.

Os talos e nervuras podem ser de cor branca, rósea, amarela, vermelha, verde, violeta ou laranja. As folhas podem ainda ser lisas ou crespas. As inflorescências, produzidas quando a planta amadurece, são compostas por numerosas e pequenas flores de coloração verde, com um pólen diminuto capaz de ser carregado pelo vento por longas distâncias. As raízes são engrossadas, cheias de reservas, principalmente após o primeiro ano de plantio. Elas também são comestíveis em muitas variedades.

As acelgas podem ser consumidas como salada ou cozidas. Para o preparo de saladas cruas devem ser aproveitadas as folhas mais jovens e tenras, pois as folhas mais velhas apresentam um certo amargor. Os talos coloridos são muito apreciados, e acrescentam sabor e cor a diversos pratos. As acelgas podem ser preparadas da mesma maneira que o espinafre, como regra geral, em sopas, fritadas, refogados, picles, bolinhos, etc. A colheita das folhas se faz no primeiro ano desde o plantio, pois no segundo ano da cultura, a planta entra no ciclo reprodutivo, produzindo a inflorescência e folhas duras e amargas.

Pode ser plantada como ornamental em jardins, principalmente as variedades de talos coloridos. Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, arejado, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o clima ameno. Após o plantio, quando as plantinhas estiverem com cerca de 12 cm, deve-se efetuar o desbaste, arrancado as mais fracas, deixando apenas uma por cova. Com cerca de 80 dias podemos iniciar a colheita, que pode durar de 3 a 4 meses. Multiplica-se por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: arteriosclerose, alterações circulatórias, tumores, micose, afecções hepáticas, cálculos biliares
  • Propriedades: antioxidante, emoliente, antimicótica, cicatrizante
  • Partes Utilizadas: folhas, sementes, raízes

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *