Acácia-pompom – Vachellia seyal

A acácia-pompom é uma árvore ou arvoreta, decídua, ornamental, nativa da savana africana e popularizada pelo renomado paisagista Burle Marx. Ela apresenta uma copa esparsa, em forma de “guarda-chuva”, com ramagem espinhenta, ramificada, horizontal e ascendente, o que lhe confere um aspecto mais largo do que alto. O tronco é ereto a tortuoso, com diâmetro de 20 a 60 cm e casca de cor geralmente vermelha, embora possa ser verde pálida, de acordo com a variedade. Sua casca é pulvurulenta e solta-se em lâminas de bordas onduladas, anualmente. As folhas são bipinadas, alternas, com folíolos pequenos, elípticos e de cor verde acinzentada. Pode florescer mais de uma vez por ano, despontando inflorescências glomerulares, axilares e de cor amarela, com longos estames, que lhes conferem o aspecto de “pompom”. As flores são perfumadas e atrativas para abelhas e borboletas. O fruto é do tipo vagem, achatado, marrom, deiscente, curvado e contém sementes elípticas.

A acácia-pompom é uma arvoreta florífera, interessante para um efeito dramático no jardim. O tronco vermelho, tortuoso, em contraste com a folhagem de textura fina e acinzentada é bastante incomum e ornamental, ideal para jardins contemporâneos ou do tipo xerojardim, de baixa manutenção, com pouca ou nenhuma de irrigação. Plante isolada, como destaque, ou em grupos, formando linhas ou maciços. É uma espécie indicada também para bonsai.

Esta árvore é indicada também para suplementar a alimentação de ruminantes no semi-árido e no cerrado. Tanto as folhas, frutos, como a casca do tronco, tem alto valor proteico e podem ser aproveitadas por vacas, cabras ou ovelhas. Curiosidade: A acácia-pompom é uma fonte importante de goma arábica, embora sua qualidade seja inferior à goma de Senegalia senegal, a principal fonte desta goma.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em qualquer tipo de solo, enriquecido com matéria orgânica e irrigado no primeiro ano de implantação. Após bem estabelecida, acácia-pompom torna-se muito resistente a períodos de estiagem ou encharcamento. Não tolera frio intenso ou geadas fortes. Multiplica-se por sementes, estacas ou alporques. As sementes tem baixa taxa de germinação, não passando de 30% na maioria das vezes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Disenteria, Infecções da pele, Lepra, Diarréia, Hemorragia, Inflamações dos olhos, Rinite, Artrite, Bronquite , Reumatismo, Queimaduras, Afecções da vesícula biliar, Sífilis
  • Propriedades: Estimulante, afrodisíaco, emoliente, analgésico, antibiótico, adstringente
  • Partes Utilizadas: Casca do tronco, Madeira, Goma

Alerta:

Os altos teores de tanino nesta espécie podem torná-la tóxica aos animais de produção quando em grandes quantidades na dieta. O ideal é não utilizar mais de 20% desta acácia na alimentação de ruminantes.

One comment on “Acácia-pompom – Vachellia seyal

  1. No mês de dezembro nossas duas acácias florescem. Neste ano, excepcionalmente, as árvores tiveram muitas, muitas vagens. Não pretendo fazer novas mudas, somente quero cuidar para que as florescências não sejam prejudicadas… Colho ou espero que as vagens caiam naturalmente?

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *