Pasta Cicatrizante para Podas

Nas nossas operações rotineiras de poda, assim como em processos como enxertia, frequentemente deixamos superfícies de corte abertas nas plantas. Estes ramos cortados acabam se transformando em uma porta de entrada para fungos e bactérias, que em muitos casos provocam o apodrecimento de partes ou até mesmo de toda planta, fazendo com que todo o trabalho que tivemos, com o objetivo de embelezar a planta se torne um terrível pesadelo.

Assim, quando vamos podar os ramos de uma planta, devemos sempre pensar em fazer cortes inteligentes. Ou seja, fazer cortes em ângulo, para que a planta não acumule água na superfície de corte. Outro cuidado interessante é a utilização sempre de ferramentas de corte esterilizados e muito bem afiados. Cortes firmes e limpos, cicatrizam com muito mais facilidades, que um galho todo mastigado e cheio de asperezas e pontas. A escolha da ferramenta certa para o ramo certo faz diferença nessa hora. Não destrua sua tesoura de poda em um galho lenhoso e calibroso. A ferramenta vai escangalhar e o galho ficará mastigado. Tesouras são para ramos flexíveis e de pouco diâmetro. Em galhos maiores prefira utilizar um serrote.

Por fim, um cuidado muito especial que devemos ter é a aplicação de uma pasta cicatrizante no local. Atualmente, para algumas espécies, principalmente plantas de alto valor, como rosas-do-deserto e bonsais, tem se utilizado uma dica incrível (#hack). É bem simples, mas revolucionário. Se chama cola instantânea. Isso mesmo. Depois de secar bem a seiva da planta com papel higiênico, pingamos algumas gotas e espalhamos com um palito de dentes, cola instantânea na superfície de corte. Ela seca rápido e forma uma película que protege o ramo da contaminação. Aposto que você não conhecia esta dica.

Para árvores e arbustos, com ramos abundante e calibrosos, vale à pena investir em uma pasta caseira, que é econômica, fácil de fazer e pode ser armazenada por muitos anos, e vai cuidar das suas plantas, acelerando a cura, promovendo a cicatrização e protegendo contra doenças, por ter propriedades fungicidas e bactericidas conhecidas.

Utilize sempre ferramentas apropriadas e limpas nas podas.

Para a pasta você vai precisar de:

  • Um pote de 100 gramas de vaselina sólida (fácil de achar em qualquer farmácia)
  • Um pacotinho de canela em pó de 30 gramas
  • Gotas de Tintura de própolis

Modo de fazer:

      1. Misture a canela em pó com a vaselina sólida até obter uma pasta homogênea.
      2. Adicione 5 gotas de tintura de própolis, e vá adicionando aos poucos gotas da tintura até obter uma consistência fácil de trabalhar. A vaselina pode ser mais firme ou mais macia, dependendo da marca. Assim, vá adicionando o própolis gota a gota, até obter uma textura pastosa que não escorre.
      3. Coloque a pasta pronta em um pote fechado com tampa. Não utilize pote transparente, protegendo assim as propriedades da própolis e da canela da luz.
      4. Identifique propriamente o pote com etiqueta
      5. Guarde em local seco e fresco por tempo indeterminado.

    Aplique a pasta cicatrizante logo após qualquer tipo de corte para proteger as suas plantas de contaminações. De qualquer forma, evite fazer podas, fazer enxertos ou tirar mudas de plantas durante um período úmido e chuvoso. Esta pasta tem dupla função e serve também para aplicar em torno de troncos que estejam sendo atacados por formigas cortadeiras. Como a vaselina não escorre, ela forma um bloqueio que impede o avanço das formigas.

    Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.