Dia dos namorados com rosas em miniatura

Foto de Ryan Somma
Foto de Ryan Somma

O dia dos namorados está chegando e rosas são sempre as escolhas preferidas. Mas você sabe como escolher a flor ideal para esta data? Eu, como mulher, aconselho as mini rosas. Elas são flores lindas e ideais para guardar o presente por mais tempo. Além do que, ela poderá florescer o ano inteiro em várias cores, rosa claro, rosa pink, amarelo, branco, coral e vermelho. Vou ensinar como plantar e cultivar esses mimos, assim a sua mulher (ou namorada) vai se lembrar pra sempre desse presente e ainda vai aprender como cuidar!

A mini roseira necessita de um tempo para se adaptar ao novo lar. Acomode a muda em um cantinho especial e espere, mais ou menos, 10 dias para plantá-la em um vaso ou jardineiras. Escolha um bem bonito (com 15 a 30 cm de diâmetro), com furos no fundo. E depois é só plantar. Lembre que a mini rosa precisa de um solo rico em matéria orgânica, mais para argiloso, com boa drenagem. Se você adicionar esterco animal bem curtido ou húmus de minhoca , ela vai amar!

Tenha em mente que esse cantinho onde você vai acomodar sua plantinha deve ser bem iluminado, de preferência, onde possa receber uma boa dose de sol direto. A mini rosa gosta de viver ao ar livre, seja em sol pleno ou meia sombra. Mas não se esqueça: ela ama o sol e precisa dele para florescer. Pelo menos, seis horas por dia.

Mini rosas vem em cores diversas para você escolher a que mais combina com sua namorada. Foto de Frédéric BISSON
Mini rosas vem em cores diversas para você escolher a que mais combina com sua namorada. Foto de Frédéric BISSON
A rega deve ser na medida certa. Mantenha a terra úmida, mas sem encharcá-la. O ideal é que a terra permaneça ligeiramente seca entre as regas. Quando a temperatura estiver mais amena, a rega pode ser feita duas vezes por semana. Já nos períodos mais quentes, a rega deve ser diária. As melhores horas do dia são de manhã, bem cedinho, e à noite. Mas atenção: nunca regue suas plantas nos horários mais quentes do dia.

Como plantar?

Certifique-se de que o vaso possui furos no fundo. Preencha o fundo do vaso com uma camada de argila expandida, brita ou cacos de telha. Coloque a manta de Bidim por cima para facilitar a drenagem da água. Ela atua como um filtro para que a terra não obstrua os furos do vaso nem suje o chão. Pode ser encontrada com facilidade em lojas de jardinagem e quiosques de plantas.

Antes de plantar, molhe bem a mini rosa – até que a água escorra pelo fundo do saquinho ou vaso. Cuide com carinho da parte superior da planta, removendo flores e botões danificados e folhas amareladas.

Encha o vaso com um pouco de terra (cerca de 1/3 do vaso) e faça uma cova, um pouco maior e mais funda do que o tamanho do saquinho ou vaso da muda.

Aperte o saquinho ou vaso para soltar a mini rosa. Retire-a com muito cuidado, com atenção especial para não danificar as raízes. Pode cortar o saquinho com uma tesoura para facilitar o trabalho.

Acomode a mini rosa no vaso. Preencha com terra os espaços vazios ao seu redor. Afofe a terra com carinho. Então regue bem a mini rosa. Logo após o plantio da muda, regue moderadamente, mas todos os dias. Depois dessa fase, até a planta “pegar”, reduza as regas. Evite plantar a mini rosa em dias muito quentes. Prefira dias mais amenos.

Como manter?

Uma vez por semana, dedique um tempo para cortar as flores secas da mini rosa. Este cuidado estimulará novas florações. Aproveite este tempinho para observá-la com carinho, analisando as flores, verificando se há algum inseto ou mancha nas folhas, se está muito seca, e por aí vai. Com essas “vistorias periódicas”, será possível identificar e combater a tempo qualquer problema que possa surgir.

Em canecas, as mudas de mini rosas ficam um charme. Foto Divulgação: Exclusiva Comunicação
Em canecas, as mudas de mini rosas ficam um charme. Foto Divulgação: Exclusiva Comunicação
Como adubar?

A mini roseira precisa estar bem nutrida para desenvolver-se plenamente e florescer. A fertilização oferece todos os nutrientes que ela precisa. Deve ser feita até três vezes por ano. A melhor adubação para a mini rosa é a orgânica, com esterco animal, composto orgânico, farinha de ossos e torta de mamona. Basta espalhar essa mistura em volta da planta e incorporá-la ao solo. A mini rosa também gosta de húmus de minhoca. Se você optar pela adubação química, o melhor é o NPK 4-14-8.

Como podar?

A poda irregular pode acarretar na falta de floração, então, no caso da mini rosa, a pode deverá ser realizada somente dos galhos secos.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *