Como escolher o vaso certo para sua orquídea?

Você sabe qual é o melhor vaso para sua espécie de orquídea?

A escolha do recipiente correto é algo essencial na hora de plantar a sua orquídea, isso porque você vai conseguir evitar várias doenças e ter um cultivo muito mais fácil e eficiente.

Mas infelizmente não existe uma fórmula ideal para todas as orquídeas, por isso, é necessário que você entenda um pouco sobre quais são as opções que você tem disponíveis e após isso escolha o melhor vaso para sua orquídea.

Algumas dicas para se escolher o vaso

A primeira coisa que você deve saber é que por serem diferentes, os vasos vão mudar algumas coisas que você deve fazer na hora de cultivar suas orquídeas, principalmente a frequência da rega.

E por isso é recomendado que você tenha apenas um tipo de vaso para suas plantas ou caso você possua várias espécies, que deixe aquelas com vasos iguais próximas umas das outras.

Pois dessa maneira você vai conseguir separar melhor as suas orquídeas, não se confundindo sobre quando vai ter que regar cada espécie.

Além disso, também é uma boa ideia utilizar substratos contrários ao que seu pote faz, por exemplo:

  • Ele retém umidade, então use um substrato com boa drenagem
  • Ele tem boa drenagem, então use um substrato com boa retenção de umidade.

Dessa maneira você vai conseguir igualar os fatores e não vai ter uma influência tão grande de seu vaso nas regas de sua planta.

Ao escolher o vaso ideal para sua orquídea, você deve levar em consideração o local onde você mora, digamos que você viva em um local mais seco, então seria uma boa ideia comprar um vaso que retenha mais umidade para suas orquídeas.

Tamanho dos vasos

Escolher um vaso do tamanho correto para sua planta também é algo essencial, pois o tamanho correto vai te fazer economizar dinheiro (evitando a compra de substratos em excesso) e também vai evitar várias doenças nas raízes.

O ideal é que se você quer que a sua planta demore mais para secar, utilize vasos maiores, mas caso você queira uma secagem mais rápida, vasos rasos são uma boa opção.

Além disso, tome muito cuidado para não exagerar na largura de seu recipiente, pois se sua orquídea ficar em um vaso muito largo ela pode acumular umidade em suas raízes e contrair a doença chamada podridão negra ou vários outros tipos de doenças em suas raízes.

Por isso escolha um vaso apenas um pouco maior do que a sua orquídea, ele deve ter um espaço que possibilite o crescimento, mas não deve ser muito espaçoso.

OBS: normalmente os vasos grandes e profundos são utilizados para orquídeas de grande porte, especialmente para as espécies de orquídeas terrestres.

Tipos de vasos

Existem vários tipos de vasos que podem ser usados para se cultivar orquídeas, abaixo eu citei os principais que são utilizados comercialmente e provavelmente você consegue encontrar facilmente em sua cidade.

Cerâmica

Vaso de Cerâmica. Foto de Maja Dumat

É o tipo mais utilizado entre as orquídeas, especialmente porque uma grande parte das espécies consegue se adaptar muito bem a esse tipo de pote.

Eles possuem uma drenagem muito boa, especialmente devido aos seus poros o que garante também uma aeração para as raízes.

A maior desvantagem dos vasos de cerâmica é que eles acumulam muitos sais minerais, então se você aduba muito a sua orquídea esse pode ser um problema e também a sua reutilização não é muito fácil, pois a lavagem desse tipo de vaso é algo bem difícil.

Duas espécies que gostam muito deste tipo de vaso são cattleyas e cymbidiums, mas várias outras espécies também gostam dele.

Plástico

Vasos de Plástico Transparentes

 

Estes são os vasos mais diversificados, existem de vários tipos, até aqueles que são feitos especialmente para o cultivo de orquídeas.

Existem vasos plásticos de diversas cores, tamanhos e tipos, como o transparente que é utilizado nas phalaenopsis, pois ele possibilita que elas realizem a fotossíntese com suas raízes.

Algumas vantagens desse tipo de pote são:

  • Muito baratos
  • Retêm poucos sais minerais
  • O replantio e reaproveitamento é muito simples

Já algumas desvantagens são:

  • São muito leves, tanto que é necessário colocar um substrato pesado, para que a planta não caia.
  • Retêm muita umidade, mas isso pode ser resolvido fazendo furos na lateral do vaso.

As principais espécies que gostam deste tipo de vaso são phalaenopsis, oncidium, dendrobium, zygopetalum, encyclia, entre outras.

Cestas ou Vasos Vasados

Vaso vasado tipo cesta, plástico. Foto de keepps

Ele é utilizado especialmente para orquídeas epífitas, ou seja aquelas orquídeas que vivem em cima de árvores.

Nos últimos anos esse tipo de vaso vem ganhando destaque, especialmente devido a facilidade de seu uso.

Eles podem ser feitos de madeira ou de um tipo de plástico muito resistente e com uma alta durabilidade. Ultimamente os vasos vasados plásticos estão sendo preferidos com relação aos de madeira, pois são mais fáceis de limpar e reduzir a chance de aparecerem doenças fúngicas que podem se instalar na madeira.

Suas vantagens são:

  • Grande durabilidade
  • Ótima aeração para as raízes
  • Liberdade para as raízes crescerem.

Sua desvantagem é que ele dificulta muito o replantio, pois ao se retirar a orquídea do vaso vasado, ela acaba machucando muito suas raízes.

Algumas espécies que gostam de ficar em cestas ou vasos vasados são as vandas, renanthera, cattleya, entre várias outras.

Fibra de coco

Antes os vasos de fibra de coco eram considerados os substitutos dos vasos de xaxim, os vasos de xaxim antes do xaxim entrar em extinção eram considerados quase que “perfeitos” para as orquídeas.

Mas infelizmente os vasos de fibra de coco não conseguiram atingir o mesmo nível do xaxim.

Tanto que dentre os exemplos citados aqui, este é o menos utilizado em orquídeas, isto porque alguns cultivadores acreditam que a cola utilizada nesse vaso pode prejudicar as orquídeas, o que acaba causando doenças nas raízes delas.

Então se você está pensando em comprar um vaso para sua orquídea, evite comprar desse tipo.

Outros tipo de vasos

Orquídea em casca de árvore e um pouco de fibra de côco. Foto de Emilio

Além desses meios de se cultivar orquídeas, também existem outras opções que os orquidófilos utilizam.

Alguns desses possuem uma dificuldade maior na hora do cultivo e por isso pense bem antes de utiliza-los, veja a lista abaixo com os principais.

  • Garrafas pet
  • Embalagens plásticas variadas
  • Cascas de árvores
  • Pau de barro (utilizado em micro orquídeas)

Esses foram os principais vasos que são utilizados para orquídeas, agora você já vai conseguir escolher qual é o melhor para sua espécie.

Este artigo foi escrito por Thiago Leopoldino Ferreira, do http://orquideasblog.com/.

Adicionar ao Pinterest

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.