A percepção sensorial dos arranjos de flores

Arranjo de pinheirinhos
Arranjos inusitados, complementados com uma
base trabalhada vão surpreender os convidados

No tempo de nossos pais existiam menos pessoas no mundo. Não que hoje não haja mais espaço físico para abrigar a todos (ainda que existam os sem teto), mas o simples aumento do número de habitantes no planeta é responsável pela geração de estresse. Essa é uma regra imposta pela Natureza.

Mais pessoas significa que temos que fazer mais para garantir o mínimo. Significa que temos menos tempo disponível. Significa que o tempo passa mais depressa. Tudo isso é originado pela mudança de percepção que temos da vida hoje.

Paralelamente a isso, passamos a valorizar as coisas que tenham também um valor simbólico mais forte. Aquelas que nos remeta ao simples, ao natural, a época em que éramos crianças. Todos queremos recuperar o equilíbrio individual, o equilíbrio familiar, o equilíbrio de relacionamento, enfim, o equilíbrio espiritual. Buscamos desesperadamente o Bem Estar. Buscamos pequenas compensações pelos novos esforços que estamos sendo forçados a fazer. Queremos isso agora.

As flores e plantas tem tudo a ver com essa necessidade. Elas tem forte apelo simbólico e conceitual. Sua presença transforma o ambiente. É isso que veremos nesse final de ano – plantas em vaso ou arranjos de flores cortadas ornamentando o cenário da ceia e da reunião familiar.

Em um arranjo, essa qualidade é evidente na “percepção sensorial” que ele proporciona. Isso significa que, ao estar presente, qual a área do recinto que ele “ilumina”. Existem plantas e arranjos que são “opacos”, tem baixa qualidade sensorial. Outros tem um impacto marcante. O que diferencia os mesmos?

Bem, apesar de a avaliação ser subjetiva e cada pessoa ter uma impressão própria sobre o arranjo ou ao vaso de planta, alguns aspectos são determinantes:

Arranjo Tropical
Plantas exóticas, coloridas e com uma ótima
arte floral

  • Colorido das flores – quanto maior, melhor a percepção
  • Arte floral – quanto melhor, maior a percepção
  • Exoticidade das flores
  • Uso de acessórios e combinações inusitadas de complementos
  • Tipo de “base” – local onde estão as flores

Assim, na hora de comprar seu arranjo ou vaso para sua ceia de Natal esteja atenta a esses fatores. Não se preocupe com arranjos ou plantas grandes, mas sim que eles sejam marcantes. Natal de verdade pede flores de verdade, pois elas trazem a energia positiva que sua confraternização familiar necessita.

Fotos: Rita Barreto

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.