18 Vegetais que você pode fazer crescer de novo!

Você sabia que há diversos vegetais que podem voltar a crescer em casa, sem que para isso você tenha que plantar sementes? Basta utilizar as partes certas, que muitas vezes seriam descartadas, e vê-las brotar lindamente em potes com água limpa. Depois de formados os primeiros brotos ou raízes, plante-os no solo, para que possam se desenvolver plenamente. E voilà! Em pouco tempo (bem menos tempo do que em uma sementeira), você terá legumes e verduras fresquinhos, com baixo custo, cultivados em casa e livres de agrotóxicos. Tudo de uma maneira muito fácil e prática.

Esse crescimento só é possível devido ao poder dos meristemas. Os meristemas são tecidos vegetais que funcionam como células tronco. Eles devem estar presentes e em perfeito estado para que o novo crescimento aconteça.

Abaixo segue uma lista de plantas que você pode cultivar hoje mesmo:

1. Cebolinha:

Foto de Joy
Depois de utilizar as folhinhas da planta, separe cuidadosamente o bulbo, deixando ainda um pouco da parte verde. Coloque-os para enraizar em um copo com água, e troque a água diariamente. Depois que novas raízes se formarem, plante em um vasinho com terra comum de jardim, em local ensolarado. A esta altura, provavelmente você já terá várias folhinhas prontas para o consumo. Vá cortando com a tesourinha e consumindo, mas dando um tempo para a planta se regenerar bem entre as colheitas.

2.Alface-romana:

Foto de Tamera Clark
Quando utilizar esta alface, tenha o cuidado de não arrancar as folhas pela base. Utilize uma faca para cortar as folhas, deixando a base intacta e com pelo menos uns dois centímetros de altura. Enraize em água ou diretamente no solo, e obtenha novas folhinhas rapidamente. As folhas jovens podem ser utilizadas em uma salada “baby leaf”, e serão tenras e macias. Quanto mais luz a planta receber, mas verdes ficam as novas folhas.

3.Cenoura:

Sim! Corte o topo das raízes das cenouras e coloque em uma vasilha ou prato com água. Logo, logo novas folhinhas vão surgir do topo. Por serem comestíveis você pode utilizar essas folhas em saladinhas, mas para obter uma raíz de cenoura comestível será necessário plantar a nova muda em solo fofo e aguardar algum tempo até que a raíz de regenere. É bem comum, nestes casos, ocorrem algumas malformações nas raízes, o que não altera em nada seu valor nutricional.

Foto de Renee

4.Batata:

Foto de Denise Krebs
Sabe aquelas batatas velhas, que vão ficando esverdeadas, amargas e com vários olhos brotando? Ao invés de consumir, coloque-as em um copo com água para que iniciem o brotamento e possam ser transplantadas em seguida, ou plante diretamente em um vaso amplo, para que possam se desenvolver e formar novas batatinhas. Neste caso, é melhor plantar as batatas em vaso do que em canteiros, pois elas podem se espalhar e dificultar a colheita.

5.Cebola:

Utilize cebolas que começaram a brotar antes mesmo de serem utilizadas, ou preserve o disco inferior do bulbo, de onde saem as raízes. Em ambas opções, coloque-os para germinar em água e assim que as raízes se formarem, passe-as para um vaso com terra ou até mesmo para a horta da sua casa. Você pode esperar para que se forme um novo bulbo de cebola, ou consumir as folhas jovens da cebola como tempero.

Foto de Fabricio Zuardi

6.Gengibre:

Foto de Maja Dumat
Se você adora gengibre, é bem possível que sempre tenha estes rizomas na sua cozinha. Volta e meia, eles começam a emitir brotações. Corte estes “olhos” brotados, aguarde algumas horas até que cicatrizem e plante-os diretamente em um vasinho com terra. Em breve, longos ramos vão despontar e dar início a um novo rizoma do mais delicioso  gengibre. Os rizomas novinhos podem ser aproveitados para tenras conservas, os mais velhos podem ser ralados e temperar a comida ou chás, águas aromatizadas e o que mais a sua imaginação permitir.

7.Beterraba:

Assim como as cenouras, as beterrabas também rebrotam lindamente. Depois de cortar cuidadosamente o topo do bulbo, coloque-o em água limpa para rebrotar. As folhas com os talos roxinhos dão uma maravilhosa saladinha. Aproveite-as desta forma, ou plante em canteiros ou vasos profundos, para que possam formar novos bulbos de doces beterrabas.

Beterrabas. Foto de Tim Sackton

8.Alho:

Alho. Foto de energyandintensity
Você pode obter uma cabeça de alho a partir de um dente, ou até mesmo utilizar as folhinhas comestíveis que brotam espontaneamente após um tempo. Aproveite aqueles dentes de alho miudinhos, que são difíceis de descascar e cortar, e plante-os em um copo com água ou mesmo diretamente na terra. Em pouco tempo eles terão brotado e poderão perfumar e colorir seus pratos com novas folhas ou bulbos.

9.Abacaxi:

Este é considerado um tanto difícil para jardineiros iniciantes, mas é um dos mais recompensadores. Ao cortar a coroa do abacaxi, aguarde algum tempo até que cicatrize. Após este período, plante em uma vasilha com água, de forma que as folhas não fiquem submersas, apenas a porção inferior. Troque a água regularmente. Assim que as raízes se formarem, transplante para um vaso com terra. Mantenha boa drenagem. O abacaxi é bastante lento, e leva no mínimo uns três anos até frutificar. É preciso paciência e muito sol.

Foto de Liji Jinaraj

10.Nabo:

Nabos. Foto de Jay & Melissa Malouin
Os nabos também rebrotam com facilidade. Separe a parte superior dos bulbos, com um corte limpo e coloque-os em uma bacia com água para rebrotar. Rapidamente eles irão emitir novas folhas, que podem ser consumidas em sucos e saladas. Se quiser novos bulbos, será necessário plantar as mudas enraizadas no jardim ou em vasinhos preparados, com terra solta e rica em humus.

11.Acelga-chinesa

Acelga. Foto de Emma
Mais uma verdura super crocante que pode ser posta e rebrotar em um simples copo com água. Corte a base da cabeça da acelga, deixando cerca de 3 cm de altura. Coloque em um pote com pouca água, de forma que a parte superior fique acima da linha d’água. Assim, a planta iniciará a brotação prontamente e em poucos dias novas folhas se formarão. Aproveite as folhas assim mesmo, ou plante em um vaso com terra e permita que a planta se regenere completamente antes de colher.

12.Abacate

Foto de Mannewar
Plantar caroços de abacate em um copo com água pode não render frutos tão rapidamente quanto os outros vegetais, mas com certeza garante diversão e decora a casa lindamente. Finque cerca de quatro palitos de dente em torno do centro do caroço, de forma que ele fique suspenso, e apenas a metade inferior submersa em um copo com água. O caroço guarda tanta energia, que a planta se desenvolve bastante, mesmo sem solo por um bom tempo. A experiência científica é excelente para se fazer com as crianças. Siga trocando a água enquanto a planta se desenvolve. Antes que as raízes comecem a se enovelar, plante em um vaso com terra e siga cuidando como uma bela folhagem de interior. Depois de grandinha, você poderá plantá-la no jardim, em lugar bem espaçoso e após alguns anos, obterá novos e nutritivos abacates.

13.Rabanete

Rabanete. Foto de Pen Waggener
Os pequenos, coloridos e pungentes rabanetes não poderiam faltar nessa lista. Plante-os tais como as outras raízes bulbosas. Em vasos com água, eles vão desenvolver folhas comestíveis. Se você quiser novos bulbinhos crocantes, deve plantar eles no solo, seja em vasos ou em canteiros adubados no jardim. Os rabanetes se desenvolvem mais rápido e com menores requerimentos do que outras hortaliças. São ótimos para jardineiros iniciantes.

14.Batata-doce:

Batata-doce. Foto de Goatling
Da mesma forma que a batata inglesa comum ou o caroço de abacate, é perfeitamente possível plantar batatas-doces inteiras ou em partes. Você pode fincar palitinhos nelas para equilibrá-las em um vaso com água ou escolher batatas tortas o suficiente para que uma parte fique acima da linha d’água e a outra abaixo. As batatas doces desenvolvem uma folhagem rastejante a pendente e muito bonita. Você vai ficar viciado em decorar diversos ambientes internos. Não se esqueça de plantar no jardim ou em vasos, para obter mais e mais batatas-doces se a sua intenção for consumi-las.

15.Manjericão:

Foto de Crystal
O manjericão comprado fresco tem alto poder de pegamento por estaquia dos ponteiros. Corte as porções terminais dos ramalhetes e coloque-os a enraizar em copinhos com água. Pouco tempo depois que as raízes começarem a surgir, você poderá transplantá-los para vasos com substrato rico em matéria orgânica, para que se desenvolvam em arbustos verdejantes e muito perfumados, que poderão ser usados em pestos, molhos, cozidos, assados, pizzas, sucos (fica ótimo com abacaxi), e onde mais você quiser.

16.Aipo:

Aipo ou Salsão. Foto de Charlene McBride
O aipo ainda é um vegetal de alto valor, muitas vezes difícil de ser encontrado. Assim, para que o seu dinheiro renda mais, evite comprar os talos já cortados. Compre a cabeça inteira e coloque-o para rebrotar, da mesma forma que a acelga e a alface romana. É incrível como essa verdura se regenera rapidamente, produzindo novas e aromáticas folhas para o seus ensopados e saladas a um custo bem menor. Seu bolso agradece.

17.Capim-limão:

Capim-limão ou Capim-cidró. Foto de Andrea Nguyen
Um capim perfumadíssimo que cada vez mais ganha espaço na gastronomia e não somente em chás e infusões. Para rebrotar o capim-limão, separe as folhas dos colmos com uma faca ou tesoura e depois coloque os finos colmos a enraizar em um copo com água. O brotamento deve ocorrer em breve e não se demore a plantar este capim no jardim. Ele precisa de muitos elementos do solo para que possa formar uma linda touceira.

18. Funcho

Funcho. Foto de Jorge Luis Zapico
Assim como as outras verduras já comentadas o funcho pode rebrotar com sucesso. Não espere obter lindas cabeças firmes e branquinhas, mas aproveite as folhinhas tenras, doces e aromáticas que vão brotar. Elas podem ser utilizadas em saladinhas, para decorar o prato, em infusões, sucos e muito mais. Quando for preparar a cabeça do funcho, corte com uma faca grande e afiada, deixando uns dois dedos de base, para que a planta possa rebrotar com vigor. Coloque este disco em um pote, deixando a parte superior acima da linha d’água.

Se muitas vezes seus plantios, principalmente de cebola e batatas, não estão crescendo, saiba que é possível que esteja usando alimentos irradiados. Neste caso, troque de fornecedor e veja se os vegetais passam a brotar melhor. A irradiação serve para aumentar a conservação dos alimentos, mas pode ocorrer de esterilizar os meristemas ou inibir a formação das auxinas (hormônios vegetais fundamentais para o crescimento).

Enquanto as plantas estiverem no ambiente aquático, não se esqueça de trocar regularmente a água do vaso ou copo, e assim se livrar do limo, renovar os nutrientes e evitar o crescimento de bactérias ou fungos indesejáveis. Procure colocar as plantas que estão se desenvolvendo em ambiente bem iluminado, pois é a luz que permite que eles cresçam de forma saudável, sem consumir todas as suas reservas. Depois de crescidinhas, sempre plante-as em um vaso com terra, pois são todas espécies terrestres, que necessitam dos nutrientes que o solo fornece para uma boa vitalidade. Você vai reparar que de repente as folhas ficarão mais verdes e a planta bem mais viçosa.

Boas Colheitas!

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.