13 Dicas para cuidar das ferramentas de jardinagem

Ferramentas e equipamentos de qualidade são caros e projetados para durar por muitos anos, mas para isso devem ser cuidadas e mantidas regularmente. Você pode optar por ferramentas baratas, mas neste caso mantê-las é um problema menor, uma vez que quando elas se desgastam, você pode simplesmente jogá-las fora. Mas como um jardineiro consciente e ambientalmente engajado, acredito que não seja essa a sua escolha.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Independentemente disso, saiba que cuidar de suas ferramentas de jardim regularmente vai garantir que elas estejam prontas para trabalhar sempre que você precisar. Seguir algumas dicas adicionará muitos anos de vida e uso a todas as suas ferramentas.

Além da maior durabilidade, ferramentas bem cuidadas tem vantagens como:

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.

Quero saber mais
  • Facilidade de uso, exigindo menos força e desgaste do jardineiro;
  • Cortes precisos, que não mastigam os tecidos das plantas;
  • Redução da disseminação de pragas e doenças entre as plantas, uma vez que as ferramentas estão limpas;
  • Redução de pragas e sujidades no local de armazenamento das ferramentas.

Dicas para a manutenção das ferramentas:

  1.  1. Comece a pensar na manutenção das ferramentas no momento da compra. Empunhaduras emborrachadas, lâminas de aço inoxidável, molas e parafusos robustos. Cabos ergonômicos, em madeira de boa qualidade ou plástico resistente. Fuja de ferramentas com lâmina de ferro ou plástico barato, com pintura esmalte que descasca e cabos de madeira frágil, própria para caixotaria. Assim, você facilita não somente a manutenção, como o uso e o conforto da ferramenta. Procure por marcas idôneas e tradicionais, independente se são nacionais ou importadas, e peça a opinião do vendedor. Lojas agropecuárias e garden centers costumam ter mais opções do que supermercados.
  2. 2. Prefira comprar as ferramentas individualmente, de acordo com a necessidade, do que kits pré-montados que muitas vezes tem ferramentas que você acaba não utilizando. As tesouras de poda devem ter um especial cuidado, uma vez que lâminas ruins amassam com facilidade, criam dentes e espanam, de forma que você logo precisará comprar outra.
  3. 3. Lave regularmente as pás, garfos, ancinhos, escavadores e enxadas com água corrente logo depois do uso. Utilize uma escova de cerdas duras ou espátula para remover blocos de terra endurecida. Mergulhá-las em um balde com areia úmida pode ser uma forma rápida de remover a sujeira.
  4. 4. Ferramentas de poda como tesouras devem ser escovadas e lavadas com água e sabão. Utilize uma pequena escova de unhas ou de dentes para uma limpeza mais minuciosa.
  5. 5. Caso as ferramentas tenham sido expostas a plantas suspeitas de doenças ou solos infestados de pragas como nematóides, esterilize-as colocando todas de molho em uma solução de uma parte de água sanitária para duas partes de água limpa. Se preferir, passe um pano umidecido em álcool de limpeza comum.
  6. Ferramentas de plástico podem ser boas ou ruins. Escolha bem.

    6. Depois de limpas e completamente secas é hora de lubrificar. Aqui um detalhe muito importante: Não utilize óleos minerais derivados de petróleo, como óleo de máquina e outros. Estes óleos são ótimos para a conservação das ferramentas, mas contaminam o solo e prejudicam o seu jardim. Da mesma forma, óleos vegetais comuns não são recomendandos, uma vez que vão rancificando em contato com o ar, e acabam ficando pegajosos, prejudicando o deslizamento entre as partes móveis das ferramentas. O santo graal da lubrificação das ferramentas de jardim é o óleo de linhaça. Não é necessário que seja um óleo virgem, pode ser aquele mesmo tipo utilizado no cuidado com os automóveis. O óleo de linhaça forma uma película protetora entre o metal e o ar, impedindo a oxidação e a formação de ferrugem. Ele também serve para hidratar os cabos de madeira, aumentando a sua durabilidade, além de deixar um aspecto mais bonito. E o melhor: ele não contamina o meio ambiente. Aplique por toda a extensão da ferramenta utilizando um pano embebido no óleo. Remova o excesso se necessário. Lave os panos em seguida, uma vez que secos e com óleo são potenciais combustíveis, tornando-se perigosamente inflamáveis.

  7. 7. Guarde as ferramentas em um galpão ou garagem seco e bem ventilado. Ferramentas manuais menores podem ser armazenadas em um balde de areia ou pedrinhas, e ferramentas maiores devem ser penduradas ou armazenadas de cabeça para baixo. Um painel perfurado de eucatex pode ser uma excelente opção para guardar suas ferramentas em ganchos, de forma que fiquem visíveis e fáceis de alcançar.
  8. 8. Tesouras, facas e estiletes devem ser limpos da seiva, pois além de se tornarem um foco de contaminação, ainda ficam difíceis de usar. A seiva das plantas tende a grudar feito uma cola sobre as lâminas. Um dica é trabalhar com a ferramenta com um pano e álcool à mão, e ir limpando regularmente a lâmina, principalmente ao se trabalhar com plantas que vertem seiva mais espessa. Caso a seiva seque, você pode removê-la com solventes como terebentina, thinner ou querosene.
  9. Dimensione bem cada ferramenta para cada função.

    9. A melhor forma de prevenir a ferrugem é cuidar para que as ferramentas estejam completamente secas antes de armazená-las, além de tratá-las com óleo de linhaça. No entanto, seu você se deparar com a ferrugem, pode tomar algumas medidas para se livrar dela, impedindo seu avanço e recuperando suas ferramentas. Deixe-as de molho em uma solução com uma parte de vinagre de álcool e uma parte de água, durante cerca de 12 horas. Depois, esfregue-as com lã de aço, em movimentos circulares. Enxague com água e sabão. Deixe secar completamente e não esqueça de passar uma boa camada de óleo de linhaça.

  10. 10. Anualmente desmonte e limpe profundamente as tesouras de poda. Esta tarefa é ótima para realizarmos no inverno, quando as tarefas de jardim diminuem e vamos guardar as ferramentas por um longo período. Assim, elas ficam preparadas para tantas podas que se iniciam na primavera.
    • Desaparafuse as tesouras, para que se abram, e lave todas as partes escrupulosamente com escova, água e sabão. Cuidado para não perder nenhum componente.
    • Depois mergulhe as peças na solução de vinagre e água, deixando por 12 horas. Esfregue as partes com lã de aço para remover qualquer ponto de ferrugem. Enxague e seque.
    • Esterilize as ferramentas em solução de água sanitária e água por 15 minutos. Enxague e seque.
    • Depois de completamente secas, passe um pano embebido em óleo de linhaça. Remova o excesso de óleo e monte suas tesouras.
  11. Remova a ferrugem de tesouras e podões anualmente.

    11. O corte ou a poda com lâminas cegas geralmente resulta em galhos lascados, com tecidos mastigados, tornando-os mais suscetíveis a doenças. Além disso, torna o trabalho muito mais difícil e exige grande esfoço, provocando dores e calos desnecessários. Ao usar ferramentas de poda, lembre-se de que cada ferramenta é apropriada para um tipo de galho. Não utilize tesouras em ramos lenhosos e grossos, pois estes devem ser podados com serrote. Da mesma forma, caules tenros e macios, podem ser facilmente cortados com estilete ou canivete, não necessitando o uso de tesouras.

  12. 12. Você pode afiar suas ferramentas em casa ou mandar afiá-las. Há muitas empresas e profissionais que realizam este serviço rapidamente com equipamentos apropriados a um custo muito baixo. Se desejar use uma pedra de afiar para obter um fio rápido em lâminas e pás de corte. Se for habilidoso e tiver conhecimento de uso pode utilizar um esmeril para a operação.
  13. 13. Não se esqueça de cuidar dos cabos de madeira também. Pequenas fissuras podem ser reforçadas com fita adesiva para trabalhos pesados, como fita isolante. Qualquer cabo com rachaduras severas deve ser substituída o mais rápido possível para evitar acidentes e lesões caso ela quebre durante o uso. Antes de cada uso, procure minuciosamente por rachaduras, principalmente perto da inserção da lâmina. Anualmente, lixe levemente e aplique óleo de linhaça para condicionar os cabos das ferramentas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.