Plátano – Platanus x hispanica

 Platanus x hispanica, Plátano-comum, Plátano-de-sombra, Plátano-europeu, Plátano-de-londres, Plátano-híbrido

Foto: Feng Zhong

O plátano é uma árvore decídua, monóica, frondosa e muito ornamental, largamente utilizada em regiões de clima subtropical e temperado, na arborização urbana. Essa variedade, muito cultivada nas cidades serranas da região sul e sudeste do Brasil, é originária do cruzamento entre as espécies Platanus ocidentalis e P. orientalis. Ela apresenta crescimento rápido e pode atingir 40 metros de altura e 3 metros de diâmetro. A casca do seu tronco é fina e descamante, o que lhe confere um belo aspecto manchado, com diferentes tons de branco, cinza, castanho e verde. Seu tronco é geralmente único e a ramagem pode ser bastante esparsa ou ereta, de acordo com a cultivar. A copa formada é ampla e arredondada. As folhas são grandes e lobadas, de cor verde-clara e tomentosas, logo que surgem na primavera, e que passam a tons de amarelo, laranja e marrom, além de ficarem glabras antes de cair, no outono. As inflorescências são globosas, em número de uma a três, em hastes pêndulas e não tem importância ornamental. Os frutos são esféricos, espinhosos e de cor marrom, formados por numerosas sementes do tipo aquênio, que se dispersam pelo vento.

No paisagismo o plátano é frequentemente utilizado para formar belas alamedas, quando plantado em linhas, ao longo de calçadas, ruas e avenidas. Podemos também criar belos maciços em praças e parques, formando sombra farta para espantar o calor no verão. Em muitos lugares ele recebe uma poda anual drástica, que lhe confere uma copa densa, baixa e formal. Há que se observar, no entanto, que podas mal conduzidas, nesta espécie, tendem a formar calosidades muito feias. Ela é muito rústica e longeva, sendo resistente ao vento, poluição, poeira, estiagem, calor refletido, além da compactação e pavimentação do solo. Por este motivo, ela é uma das árvores mais plantadas no mundo todo, na arborização urbana. Os pelos finos e curtos de suas folhas, assim como as sementes aladas, podem causar, no entanto, uma série de problemas respiratórios, principalmente em pessoas asmáticas. Além disso, suas folhas produzem muito lixo, por ocasião da queda, e se não forem limpas das ruas, podem levar até um ano para se decomporem completamente. Curiosidade: Muitos acreditam que a folha do plátano é a que está simbolizada na bandeira do Canadá, no entanto, a folha representada é a do Bordo-vermelho (Acer rubrum).

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, preferencialmente leve, profundo, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano de implantação. Devido às raízes grandes, convém plantá-lo a pelo menos 10 metros de construções. Multiplica-se por sementes, estaquia de ramos semilenhosos ou lenhosos e por garfagem.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Maria Nazaré Santana Ribeiro

    Acho linda esta árvore.tenho 2 pés de plátano de folhas menores e 1 da folha normal.As de folhas menores têm um perfume ,um cheiro de pinho.Dá uma sombra muito boa.E muitas sementes.Única resalva, é qto. as bolinhas ou sementes que caem e machuca os pés que ando descalça.

  • Maria Nazaré Santana Ribeiro

    Plátano.Plantada num sítio na região de Paraibuna- SP.Região montanhosa,perto da SERRA do Mar.Adaptou muito bem.