Hera – Hedera helix

A hera-inglesa é muito parecida com a hera-da-algéria (Hedera canariensis, tendo porém folhas menores e mais profundamente recortadas, além de crescimento menos vigoroso. É uma planta de textura semi-lenhosa com ramos longos e reptantes, com raízes adventícias, que lhe doam a característica de trepadeira também.

As folhas são simples, persistentes, verde-escuras, brilhantes, coriáceas, alternas, lobuladas ou cordadas e podem ser variegadas de branco, prata ou amarelo, de acordo com as diversas variedades. Ocorrem também heras de porte anão, para uso em vasos. As inflorescências são pequenas umbelas com flores hermafroditas, amarelo-esverdeadas de pouca importância ornamental, mas que atraem abelhas e borboletas na primavera e verão. Os frutos são globosos, pequenos, negros e servem de alimento a diversos pássaros embora sejam tóxicos ao homem.

A hera-inglesa ou simplesmente hera é uma planta multifuncional. Sua beleza delicada e clássica a tornam ideal para compor com flores em floreiras ou cestas suspensas. Também é muito utilizada como forração sob copas de árvores, em canteiros, ou como revestimento. Além disso é um trepadeira interessante em diversos tipos de suporte, como treliças, e até mesmo árvores. Sua capacidade de fixação é ideal para forrar esculturas feitas de arame e outros substratos, dando forma, volume e textura às mesmas. As diversas variedades estão amplamente disponíveis para se adaptar ao gosto de cada paisagista e jardineiro.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, bem drenável e enriquecido com matéria orgânica, irrigado periodicamente. A hera aprecia a umidade e o frio subtropical, e não suporta solos encharcados. É tolerante a geadas e podas para o controle do crescimento. Multiplica-se por sementes, estaquia ou mergulhia.

Medicinal:

  • Indicações: ferimentos, queimaduras, problemas respiratórios, hipertensão arterial, nevralgias, gota, escrofulose, reumatismo, neurites, úlceras, calos
  • Propriedades: analgésica, antiespasmódica, calmante, cicatrizante, estimulante, hidratante, lipolítica, vasodilatadora
  • Partes Utilizadas: folhas, frutos

Alerta:

Planta tóxica, não deve ser utilizada sem acompanhamento ou indicação médica.

Categorias: Diretório de Plantas

Raquel Patro é editora do site Jardineiro.net e uma pessoa totalmente fascinada pela natureza, principalmente por plantas e jardins. Criou o site Jardineiro.net para disseminar sua paixão, contagiando novos adeptos e entusiasmando os antigos.

Receba o Jardineiro.net no seu e-mail!


Ajude este site. Vote!
Eventos
  • Expoflora 2014

    A Expoflora acontece de 29 de agosto até 28 de setembro e é a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, realizada anualmente para dar as boas-vindas à primavera. Conta com Exposição de Arranjos Florais – Em ambiente climatizado, cerca de 250 mil hastes de flores e plantas são utilizadas na exposição de arranjos florais para emocionar e encantar a todos os visitantes. Uma rara oportunidade de…
  • XXII Exposição de Orquídeas do Círculo Potiguar de Orquidofilia

    Nos dias 5, 6 e 7 de setembro será realizada o XXII Exposição de Orquídeas do Círculo Potiguar de Orquidofilia. O evento, que acontecerá no Sam's Club, contará com belas orquídeas expostas, palestras e oficinas, além de comercialização de orquídeas (Orquidário Flores do Lago), bem como produtos relacionados o cultivo.