Erva-de-gato – Nepeta sp

 Nepeta sp, Bombocado-de-gato, Erva-dos-gatos, Erva-gateira, Erva-gato, Gatária, Hera-persa, Hortelã-de-gato, Menta-de-gato, Neveda-dos-gatos

Foto: Ali Graney

O gênero Nepeta apresenta cerca de 250 espécies. As plantas deste gênero são conhecidas como erva-de-gato, devido ao efeito que provocam nos felinos. Essas plantas possuem uma substância ativa chamada Neptalactone que age como um feromônio, atraindo, relaxando ou estimulando a maioria dos felinos. As espécies mais cultivadas de Nepeta são a N. cataria (erva-de-gato verdadeira), a N. grandiflora (erva-de-gato gigante) e a N. faassenii (erva-de-gato ornamental).

As ervas-de-gato são plantas herbáceas, em sua maioria perenes, com hastes fortes, eretas, ramificadas que medem cerca de 50 a 100 centímetros de altura. Apresentam folhas opostas, rugosas, de cor verde-acinzentada e muito aromáticas. As inflorescências são terminais, em espiga, com numerosas flores bilabiadas, tubulares, azuis, brancas ou violáceas, que se formam na primavera e verão. A floração é bastante atrativa para as abelhas e borboletas.

A erva-de-gato é apropriada para o plantio isolado ou em grupos, formando maciços densos e bordaduras, ao longo de caminhos ou demarcando áreas. Ela é muito democrática e vai bem em diversos estilos de jardim, sendo muito popular nos de estilo “country” (jardim campestre ou de casa de campo), mediterrâneos, sensoriais e rochosos. Serve ainda como forração, sendo apropriada para taludes. A erva-de-gato têm um aspecto arredondado natural e apresenta baixa manutenção. Também pode ser plantada em vasos e jardineiras.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, leve, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Depois de bem estabelecida é tolerante a curtos períodos de estiagem. Não tolera encharcamentos. Após a floração, deve-se podar abaixo das flores murchas, estimulando assim seu desenvolvimento. Apesar de perene, pode perder a beleza com o tempo, devendo ser replantada a cada 3 anos. Multiplica-se por sementes e por divisão da ramagem na primavera e verão.

Medicinal:

  • Indicações: cólicas abdominais, bronquite crônica, catarro bronquial, inflamações, febre, hidropsias, insônia, resfriados, tosse, dismenorréia
  • Propriedades: analgésica, anticatarral, antiespasmódica, calmante, carminativa, emenagoga, estomáquica, expectorante, antitérmica, sedativa
  • Partes Utilizadas: folhas, flores, ramos

Raquel Patro é editora do site Jardineiro.net e uma pessoa totalmente fascinada pela natureza, principalmente por plantas e jardins. Criou o site Jardineiro.net para disseminar sua paixão, contagiando novos adeptos e entusiasmando os antigos.

Publicado em Diretório de Plantas

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

  • II Festival de Orquídeas de Indaiatuba
    06/11/2014 - 16/11/2014 Entre os dias 6 e 16 de novembro, o Polo Shopping de Indaiatuba será palco do II Festival de Orquídeas. A exposição, que tem entrada franca, trará mais de 2... Indaiatuba - São Paulo
  • Dia do Orquidófilo
    22/06/2014 Comemora-se hoje no Brasil o Dia do Orquidófilo. A escolha dessa data é uma homenagem a João Barbosa Rodrigues, que nasceu a 22 de junho de 1842, em São Gonçalo... Todo Brasil -