Cinamomo – Melia azedarach

O cinamomo é uma árvore decídua, florífera e de rápido crescimento, bastante cultivada como ornamental em todo o mundo. Ela é originária da Ásia e Austrália, mas é possível encontrá-la como subespontânea em florestas das Américas, África e Europa. Sua copa é arredondada ou em forma de guarda-chuva, de acordo com a variedade. As folhas são aromáticas, alternas, compostas biimparipinadas, com folíolos elípticos, de margens serrilhadas. Inicialmente eles são verde escuros, e pouco antes de caírem, adquirem tonalidade de amarelo. A casca do tronco é marrom avermelhada, e adquire fissuras com o passar do tempo. A madeira é de média densidade, cor castanha clara ao vermelho escuro, com fibras retas e resistente aos cupins, porém é quebradiça e de baixa durabilidade. Ela é comumente utilizada como lenha e na carpintaria leve, na fabricação de caixotes, cabos de ferramentas, brinquedos, etc. Seu porte médio é de 7 a 12 metros de altura, mas em condições especiais pode alcançar até 45 metros. As flores surgem em cachos, na primavera e verão, e são pequenas, pentâmeras, de cor lilás, bastante fragrantes e atrativas. Os frutos são drupas ovóides, de cor verde a amarela, que se tornam esbranquiçados e murchos com o amadurecimento. Eles são consumidos por aves, mas muito tóxicos para mamíferos.

O cinamomo é uma árvore interessante quando desejamos um efeito rápido no paisagismo, devido ao seu desenvolvimento veloz, que pode chegar a 3,5 metros por ano. Sua sombra é fresca no verão e o florescimento bastante vistoso. Já no inverno, ela permite a passagem da luz solar, o que é vantajoso em muitas situações. No paisagismo é utilizada na formação de alamedas e maciços arbóreos, em ambientes urbanos, como praças e calçadas, pois não é sensível à poluição. Os frutos, apesar de tóxicos, fazem a alegria das crianças maiores, que os utilizam em diversas brincadeiras. Pode-se dizer que algumas gerações estão bastante familiarizadas com as bolinhas do cinamomo que tanto brincaram na infância. Mas devido ao perigo da ingestão, é desencorajado seu plantio próximo a playgrounds. As sementes também foram muito aproveitadas, no passado, na confecção de rosários e terços. Os ramos jovens podem ser aproveitados em arranjos florais e buquês. Na China, obtém-se industrialmente um extrato pesticida a partir das folhas do cinamomo. Há três variedades disponíveis, a comum, a sombrinha e a gigante.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenagem, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano de implantação. Prefere o clima subtropical. Resiste bem aos solos argilosos e após bem estabelecida, é resistente à estiagem também. Multiplica-se facilmente por sementes, obtidas dos frutos maduros e despolpados. Também é possível propagar o cinamomo por estacas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Esta planta é bastante tóxica ao seres humanos e a ingestão de uma pequena porção já pode provocar a morte. Ela também é uma espécie invasiva em determinadas situações.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *