Berinjela – Solanum melongena

Link patrocinado:

Compre sementes de Berinjela na Toca do Verde!
→ Ir para loja online

O cultivo da berinjela iniciou-se na Índia, há quatro mil anos, como planta ornamental. No entanto foram os árabes, grandes apreciadores desta fruta, os responsáveis pela sua introdução na Europa. A berinjela é uma planta da família Solanaceae, assim como o tomate, o pimentão e a batata. As espécies selvagens são perenes de vida curta, mas as berinjelas domésticas, como as que conhecemos hoje, tem ciclo anual.

A berinjela é uma planta arbustiva, de textura herbácea e porte pequeno, entre 0,4 a 1,5 metros. Suas folhas são grandes, verdes, de disposição alterna e de margens onduladas e lobuladas. Apresenta caule espinhento, pubescente e ramificado, que pode ser verde ou arroxeado. As flores são hermafroditas, axilares, geralmente solitárias ou em pequenos rácemos. Suas pétalas podem ser de coloração branca, rósea ou roxa, com estames amarelos.

Os frutos são carnosos, com uma casca lisa, fina e brilhante, com tonalidades variadas de roxo, rosa, preto, branco ou verde, às vezes rajados. Tem formato variável, mas comumente ovais e alongados. Podem ser bem pequenos, com cerca de 3 cm nas espécies selvagens, e muito maiores nas formas cultivadas. A polpa é branca, esverdeada ou pardacenta, de consistência macia porém firme, com numerosas sementes pequenas, macias e comestíveis. O pedúnculo e as sépalas que envolvem a primeira porção do fruto podem ser verdes ou arroxeados de acordo com a variedade.

Os frutos da berinjela são nutritivos, de baixa caloria, e largamente utilizados na gastronomia. Podemos prepará-los crus, cozidos, empanados fritos, grelhados, assados ou em conserva, em um infinidade de sucos, saladas e pratos geralmente salgados. Entre estes são especialmente populares o antepasto de berinjela, a lasanha e a berinjela grelhada. Seu sabor é suave e característico e combina-se com diversos temperos e tipos diferentes de carnes e queijos. Uma cultivar de berinjela de frutos brancos e formato oval e pequeno, é cultivada como ornamental, em vasos e conhecida popularmente como “pé-de-ovo”.

Deve ser cultivada sob sol pleno, na primavera e verão, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares. Não tolera o frio, geadas ou encharcamento do solo. Multiplica-se por sementes, postas a germinar em sementeiras ou canteiros definitivos. O transplante das mudas de 10 cm deve ser realizado em dias nublados. A colheita inicia-se cerca de 110 dias após o plantio.

Marcado com:
Categorias: Diretório de Plantas

Medicinal:

  • Indicações: hipercolesterolemia, diabetes, artrite, gota, reumatismo, inflamações da pele, prisão de ventre, obesidade
  • Propriedades: reduz o colesterol, laxativa, hipoglicemiante, alcalinizante, calmante, digestiva, diurética
  • Partes Utilizadas: frutos, folhas
Receba o Jardineiro.net no seu e-mail!


Ajude este site. Vote!
Eventos
  • 6ª Feira de Flores da Paraíba

    [caption id="attachment_15916" align="aligncenter" width="500"] Foto de Naoki Takehara[/caption]O Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa), promove de quinta-feira (8) a sábado (10) a 6ª edição da Feira de…
  • Exposição Sul-Brasileira de Orquídeas e Plantas Ornamentais

    [caption id="attachment_15913" align="aligncenter" width="500"] Foto de Virginia Sanderson[/caption] A Exposição Sul-Brasileira de Orquídeas e Plantas Ornamentais volta a ser realizada em Jaraguá do Sul. A Adori - Associação de Orquidofilia do Itapocu marcou a mostra…