Bauínia-de-hong-kong – Bauhinia blakeana

A bauínia-de-hong-kong é uma bela árvore semi-decídua, estéril, resultante provavelmente da hibridização entre as espécies Bauhinia variegata e Bauhinia purpurea. Ela é endêmica e originária de Hong Kong, além de sua flor ser o símbolo que estampa a bandeira da cidade. Seu porte é médio e o crescimento é rápido, alcançando de 6 a 12 metros de altura por 3 a 8 metros de largura de copa. Sua madeira é mole, tornando-a suscetível a quebras em temporais e ataques de pragas.

Suas folhas são simples, lobadas, com cerca de 10 a 15 cm de diâmetro e dispostas alternadas ao longo dos ramos. Elas chamam a atenção pelo formato peculiar que pode ser comparado ao casco de uma vaca ou a uma borboleta. As flores se assemelham às flores de orquídeas, são perfumadas, de coloração rosa púrpura, com 5 pétalas, sendo que uma destas é modificada apresentando coloração mais forte.

A bauínia-de-hong-kong é uma árvore indicada para o paisagismo de áreas grandes e médias, como parques e sítios, assim como jardins industriais, comerciais e residenciais maiores. Suas raízes não são agressivas tornando-a apta para a arborização de ruas e estacionamentos, fornecendo sombra e um pouco de sujeira devido a queda de folhas e flores. Também é bastante tolerante à períodos de seca e à salinidade do solo. Sua floração é exuberante e inicia-se ao final do inverno estendendo por todo o verão.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, bem drenado, com adubações anuais antes da floração. As podas devem ser realizadas após a floração e livram a planta de pragas que eventualmente estejam afetando os ramos. As flores da bauínia-de-hong-kong são estéreis e conseqüentemente não produzem sementes, por este motivo esta planta se multiplica apenas por métodos vegetativos como estaquia e alporquia.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo