Vinca – Catharanthus roseus

Planta muito rústica e pouco exigente, com delicadas flores simples, róseas, com o centro de tonalidade mais forte. Muitas vezes surge até como planta espontânea nos jardins. Existem ainda variedades com flores de pétalas mais largas ou mais estreitas, assim como nas cores vermelha, roxa ou branca, com o centro branco ou róseo, embora não apresentem a mesma rusticidade da planta original. A folhagem é ramificada na base e suas folhas são ovaladas, com nervura central mais clara. As vincas podem enfeitar nossos jardins, em maciços, bordaduras, vasos ou jardineiras. A floração se estende por todo o ano.

Deve ser cultivada a pleno sol, em solo fértil e com regas regulares. O beliscamento (retirada dos ponteiros) na fase inicial estimula a ramificação nesta espécie. Deve ser trocada a cada dois anos, pois perde a beleza inicial. Multiplica-se por sementes ou mudas que se formam nas proximidades da planta mãe.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

3 comments on “Vinca – Catharanthus roseus

  1. Fizemos um muro no quintal de casa e não teve como proteger as plantas. Pra surpresa de todos, no meio de torrôes secos, arames, restos de madeira e cimento amontoados, as vincas e as zinias deram uma florada dignas dos numerosos elogios que receberam. Lembrei que floram mais na adversidade, como os ipês, para garantir que, caso morram, deixem mais sementes para perpetuar a espécie.

  2. Preciso de uma planta que se dê bem quase à sombra, pois as que estão perto da luz cresceram demasiado… Pensei na Vinca.
    Também pensei nas Marantas… aliás existe uma delas, que se fez linda naquele micro-clima. Outra que ressuscitou foi o Lírio da Paz. As Trapoerabas também estão bem representadas.
    Mas está vazia uma grande floreira, com boa terra, humidade devido à proximidade de outras plantas, recebendo o nascer do sol, que chega fraca ao canto.
    Que poderei ali plantar, por favor?

  3. Tenho a boa noite pendente, mas não estou conseguindo cultivá-las, elas ficam lindas mas logo aparecem um fungo nos galhos, ficam pretos e começam a secar, já perdi 2 e estou tentando ver se consigo salvar a última que me restou, o que devo fazer para combater esses fungos?

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.