Verônica – Veronica spicata

A verônica é uma planta florífera perene, de caule lenhoso e subterrâneo e ramos herbáceos, pilosos, eretos e com cerca de 50 cm de altura. Apresenta folhas opostas, verdes, ovais a lanceoladas, sésseis, com pecíolos curtos e bordos serrilhados. As inflorescências são do tipo espiga, cônicas, muito densas, longas e com numerosas flores azuis, hermafroditas, que são polinizadas por insetos. Os frutos são cápsulas globosas a subglobosas e pilosas. A floração ocorre no verão e atrai abelhas, borboletas e beija-flores. Ocorrem ainda cultivares de flores róseas e brancas.

Própria para o paisagismo de regiões serranas, as verônicas se destacam em grupos ou conjuntos com outras plantas, formando densos maciços ou em renques, ao longo de muros, paredes, cercas ou como bordaduras. Elas são muito rústicas e dispensam maiores manutenções. Podem ser plantadas em vasos e jardineiras também, desde que bem drenáveis. Adubações ricas em fósforo e potássio na primavera e verão estimulam intensas florações. Como prefere solos um pouco alcalinos, calagens bienais podem ser interessantes.

Deve ser cultivada sob sol pleno em solo fértil, bem drenável, levemente alcalino, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente. Tolerante a curtos períodos de estiagem, mas não tolera encharcamento prolongado. Originária de clima temperado, a verônica aprecia o frio e pode se adaptar a regiões de clima subtropical e tropical de altitude. Multiplica-se por sementes ou divisão da planta.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.