Dracena-bambú – Dracaena surculosa

A dracena-bambú é uma planta arbustiva, de textura semi-lenhosa e com folhagem ornamental. Sua ramagem é ereta, com caules semelhantes aos de bambú. Ela cresce em diferentes estratos, após uma poda específica, o que dá uma graça particular à planta. Sua base fica bem enfolhada, enquanto alguns ramos despontam em altura, com folhas no topo. As folhas diferem das de outras dracena, pois ao invés de serem longas, em forma de fitas largas, elas são elípticas, finas e acumidadas. Floresce no final do outono e início do inverno. Suas inflorescênias são pequenos cachos em rácemo, como “pompons”, com flores branco creme, docemente perfumadas à noite. Elas são discretas e aparecem próximo à base da planta. Os frutos que se seguem são pequenas bagas arredondadas e vermelho-alaranjadas, que contrastam com a folhagem. Ocorrem também uma forma de folhas manchadas de marfim (‘Florida beauty’) e outra pontilhada de amarelo limão (‘Punctulata’), sendo esta última a variedade mais popular no paisagismo.

Esta diferente dracena tem lugar em jardins tropicais, orientais e contemporâneos, onde se destaca por seu aspecto singular e folhagem atraente. Ela pode ser conduzida isolada, em pequenos grupos ou em renques junto à muros. Como permite o plantio em vasos e jardineiras, a dracena-bambú é uma opção interessante para ornar interiores bem iluminados. É muito resistente à doenças.

Deve ser cultivada sob meia sombra ou luz difusa, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o calor e umidade tropicais. Sob sol pleno ou sombra total, perde as folhas, tornando-se uma planta feia, com aspecto mal cuidado. Aceita podas drásticas e a eventual negligência de jardineiros inexperientes. Adubações semestrais e a lavagem periódica das folhas com o chuveirinho da mangueira garantem uma folhagem sempre viçosa. Multiplica-se por divisão das touceiras enraizadas, estaquia de ramos semi-lenhosos ou, mais raramente, por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

A dracena-bambú é considerada uma planta tóxica. Ela contém saponinas desconhecidas que causam salivação, vômito, fraqueza, incoordenação e dilatada das pupilas quando ingerida. Mantenha fora do alcance de filhotes de animais domésticos e crianças pequenas.

2 comments on “Dracena-bambú – Dracaena surculosa

  1. Olá, bom dia Raquel.
    Bom… li no seu ‘portal’ que vc estuda e se dedica à vida da “dracena bambu”. Tenho uma dessas plantas em casa, em vaso interno, ha 17 anos. No último ano (há aproximadamente um ano), ela começou a perder muitas folhas. Preocupado com a situação resolvi olhar a terra do vaso e quando retirei boa quantidade observei que havia muita água acumulada (vaso sem dreno), troquei o vaso e a terra toda, neste último fim de semana. Observei, na operação, que algumas raízes estavam podres, as quais retirei.
    Teria alguma informação que pudesse contribuir para salvar a planta?

  2. Experimente colocar a sua dracena bambú gradativamente em local mais iluminado, que pegue sol da manhã. Assim que ela revigorar você pode levar ela para o ambiente interno novamente.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.