Horta – Como preparar substrato para mudas

Substrato pronto para uso
O início de uma boa horta começa na preparação das mudas. Mudas robustas são a garantia do sucesso da futura horta. Hoje temos sementes selecionas, de alta produtividade, com melhoramentos genéticos e que exigem um bom substrato. Além destas, temos também nossas próprias sementes, retiradas dos frutos que colhemos, temos nossas estacas, bulbos, etc. Para que tudo vegete bem, é preciso atentar primeiramente para o substrato.

Sempre que vamos fazer uma horta, nosso pensamento fica voltado aos canteiros, adubações, irrigações, sementeira e outros, mas dificilmente pensamos no substrato das sementeiras. E é ali que vai iniciar a nova vida, por isto teremos que ter um cuidado especial, para garantir que as sementes vão poder desenvolver seu maximo potencial.

O substrato ideal tem algumas característica importantes:

  • Baixa densidade (ser leve)
  • Boa aeração
  • Elevada capacidade de retenção de água
  • Boa drenagem
  • Isenção de fitopatógenos
  • PH neutro (nem alcalino e nem ácido)
  • Uniformidade
  • Passível de armazenamento
  • E finalmente de baixo custo

Conseguir isto tudo num só material é quase impossível. Passarei então uma receitinha muito simples, que uso há muito tempo com sucesso. Caso alguém queira fazer alguma modificação, lembre-se de nunca exceder o esterco em mais de 50%. No caso de cama de aviários, nunca exceder 30%. Cama de perus não exceda os 15%.

Primeiramente peneire, com peneira grossa, um composto feito sem o uso de esterco, com materiais secos e grosseiros, como pequenos galhos e folhas secas.  Normalmente este composto é pobre em nutrientes, com uma relação Carbono/Nitrogênio final próximo de 12/1. A este composto peneirado, adicione 40% de húmus de minhoca (vermicomposto). Para cada 20 litros da mistura, adicione 150 gramas de farinha de osso. Esta é a formula que uso e recomendo.

Mudas sadias, enraizadas em substrato preparado
Caso queira fazer alguma modificação, poderá usar esterco curtido, não excedendo 50%, ou cama de aviário 30% e de peru 15%. Poderá ainda adicionar à mistura casca de arroz carbonizada (50% do total). Não recomendo o uso de areia ou terra, pois poderá alterar as qualidades físicas, químicas e biologicas do substrato. Alem de aumentar o peso, corre-se o risco de adicionar sementes invasoras e patógenos, que vem com a terra.

Você poderá utilizar prontamente este substrato, em bandejas, copinhos, vasos e onde mais sua imaginação permitir. Ela é ideal para o enraizamento inicial e formação de mudas, seja por sementes, estacas ou por divisão de touceiras. Também poderá guardar este material em sacos e guardá-los longe da luz do sol, em ambiente fresco e seco.

Espero que aproveite minhas dicas, fazendo as alterações de acordo com os materiais que você tem disponíveis. Desejo a você plantas robustas, sadias e livres de doenças e pragas.

Uma boa colheita!

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

4 comments on “Horta – Como preparar substrato para mudas

  1. Continuo perdida. Muito complicado para que mora no centro urbano horroroso e nunca teve contato com o assunto.
    PRECISO dar continuidade a horta que comecei no meu terraço e não estou conseguindo.Tenho pouquíssimo tempo e é muito complexo.
    Peguei um vaso, coloquei terra esgotada, coloquei um pouco de esterco de boi, humus, cascas de legumes, fui colocando em camadas e molhando um pouco até encher o vasão grande e abafando com um saco plástico. Não é isso, certo? Obrigada pelo retorno.

  2. Olá Sinval, sou Agrônomo e acabei no seu artigo enquanto buscava fontes de substratos para uma horta urbana. fiquei com uma dúvida em relação a fonte desse trecho “Normalmente este composto é pobre em nutrientes, com uma relação Carbono/Nitrogênio final próximo de 12/1.” De modo geral pelo que aprendi uma relação entre 30/1 e 25/1 já é uma C/N adequada, uma relação 12/1 teria uma alta proporção de N já. Acredito que seja uma erro da fonte.Materiais grosseiros teriam uma relação muito superior, possivelmente o descrito superaria 35/1. Por favor verifique a fonte. Att

  3. Querida Raquel, boa tarde.
    Sou um jardineiro iniciante e tudo começou com o teu site. Vi certa vez na internet e adorei. Recentemente ganhei uma masseira de pedreiro, de um amigo, e gostaria de colocar algumas plantas como : Salsa, Cebolinha, Coentro, Cheiro verde, Cenoura e Beterraba tudo no mesmo local. Tem alguma problema? Tenho um vaso que o gato urinou. Posso reaproveitar esta terra, ou devo jogar fora?
    Desde já fico agradecido.

  4. Pode plantar na masseira sim. Remova o que puder dos resíduos de cimento e plante. O cimento tende a alcalinizar um pouco o pH do solo, mas isso pode ser bom a longo prazo. O vaso que o gato urinou, assim como a terra podem ser reaproveitados sim. A urina é rica em nitrogênio e o excesso faz mal, mas um pouquinho é até bom para as plantas.

Os comentários estão fechados.