Qualidade da Água

Talvez a tarefa mais delicada e importante na manutenção de um lago ornamental seja o controle da qualidade da água. Da qualidade da água dependem todos os seres vivos do lago, sejam eles plantas, peixes, tartarugas e até mesmo os microorganismos benéficos. E se você pensa que apenas instalar um filtro é o suficiente, não se engane, há mais variáveis em questão que devem ser pensadas. Neste artigo vamos dar algums dicas importantes sobre a qualidade da água do laguinho, desde a sua contrução.

Retirada de elementos nocivos do cimento:

Antes da maturação, é necessário realizar algumas trocas totais da água do lago para eliminar substâncias altamente nocivas provenientes do cimento.

Convém encher o lago com água potável e, após cerca de dois a três dias, descartar essa água e enche-lo novamente. Repetir essa operação novamente após dois a três dias e novamente após cinco dias. Após essas trocas totais da água, o lago estará pronto para iniciar a ‘maturação’ ou ‘ciclagem’.

Maturação

Após as trocas totais da água, com o lago montado, inclusive com o filtro funcionando, deixe-o ‘ciclando’ (maturando) por cerca de um mês.

Neste processo, o lago e a água estarão desenvolvendo bactérias benéficas que permitirão transformar substâncias nocivas em substâncias menos nocivas e até aproveitáveis pelas plantas. Se quiser acelerar esse processo, procure despejar um balde de água de um outro lago já ciclado no novo lago.

Caso na segunda ou terceira semana já apareçam larvas de mosquito, coloque alguns poecilídeos (espadas, molinésias ou platis) para comerem essas larvas.

Vazão ideal da bomba do filtro:

A vazão ideal da bomba de um filtro depende de diversos fatores que se diferenciam em cada caso. Os mais determinantes são: incidência solar, quantidade de peixes, quantidade de plantas, profundidade, etc. Outro fator a ser lembrado é que quanto maior o lago, maior sua estabilidade e menor a proporção da vazão de água no filtro. Um lago com capacidade de 3.000 pode ter uma vazão no filtro de 3000 litros/hora e um lago dez vezes maior, com capacidade de 30.000 litros pode ter uma vazão de água no filtro de 7.000 litros/hora.

A figura que segue mostra resultados de uma rápida pesquisa entre laguistas com lagos estabilizados e a vazão por eles utilizada. Saliento, no entanto, que se trata de valores a serem tomados como referência e jamais como regra.

gráfico vazão do filtro do lago

Introdução dos peixes:

Respeitando o lago como um ambiente cheio de vida, inclusive com um equilíbrio proporcionado pelas bactérias nitrificantes, comece colocando poucos peixes por vez, para evitar uma produção muito grande de detritos logo de início.

Como um lago de alvenaria costuma ter água alcalina, escolha somente peixes que sejam compatíveis com esse parâmetro da água. Os mais indicados para os lagos são as carpas e os kinguios por serem peixes que têm sua beleza enfatizada na observação de cima.

Para as carpas, o volume mínimo de um lago pode ser considerado como de 4000 litros, com profundidade mínima de 80cm e, como referência, pode-se estabelecer 500 litros para cada carpa.

Trocas parciais da água:

A qualidade da água não depende exclusivamente da filtragem, mas também de trocas parciais de água (TPAs). O volume e a periodicidade a ser substituída vai ser determinada por cada um em função das necessidades de cada lago. Mais uma vez, isso dependerá de diversos fatores anteriormente mencionados e poderá ser norteado por medições de níveis de amônia, nitritos, nitratos, etc.

Assim, compre medidores de boas marcas, faça as medições necessárias e, tendo em mão os níveis de qualidade da água, vá determinando o volume de água que deverá ser trocado a cada TPA, assim como sua freqüência. O acompanhamento deve ser mais freqüente no início, uma vez que quanto mais novo o lago, mais instável ele será na qualidade da água. Enquanto não tiver os medidores em mão, faça ao menos uma TPA de 25% a cada duas semanas em lagos já ciclados, considerando que essa TPA é apenas preventiva e não um volume ou uma freqüência adequados.

A água nova a ser introduzida precisa estar livre de cloro e com o pH no mesmo nível ou ao menos próximo ao do lago.

Texto: Célio Maeda

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo