Orégano – Origanum vulgare

O orégano é uma planta semi-lenhosa, ramificada, perene e de folhas muito aromáticas, indispensáveis na culinária mediterrânea. Ele está relacionado botanicamente com a manjerona, mas difere desta principalmente pelo aroma. Algumas variedades de orégano se apresentam tal como pequenos arbustos, densos, com caule e ramagem eretos, outras são como forrações, espalhando-se com rizomas e ramagem prostrada. As folhas são ovais, pecioladas, opostas, geralmente pubescentes e ricas em óleo essencial. Suas flores são pequenas, tubulares, róseas a arroxeadas e surgem no verão, em inflorescências do tipo rácemo.

Indispensável na horta doméstica, o orégano combina perfeitamente com tomate, alho, manjericão, azeite e queijos. Pode ser usado fresco, mas o aroma pungente de suas folhas se intensifica com a secagem. Como outras ervas aromáticas, o orégano perde seu sabor se cozido, portanto deve ser adicionado aos pratos sempre no final. Apesar de suas qualidades condimentares, o orégano não se restringe às hortas, ele pode ser usado sem medo no jardim, como forração ou bordadura e até mesmo em cestas suspensas. Vai muito bem em jardins rochosos. Atualmente há variedades de maior ou menos porte e com folhas e flores de cores diferentes, como ‘Aureum Crispum’, de folhas crespas e amarelas, ou ‘Heiderose’ de flores róseas. Além disso, há também algumas subespécies naturais e cruzamentos como em O. vulgare subsp. hirtum (Orégano Grego ou Turco, de sabor intenso) e Origanum X majoricum (Orégano Italiano, de sabor mais doce, cruzado com manjerona).

Deve ser cultivado sob sol pleno em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares. O orégano é resistente a curtos períodos de estiagem. Apesar de sobreviver à meia-sombra, sua folhagem não adquire aroma tão intenso nessas condições. Apesar de perene, deve ser replantado a cada 2 a 3 anos, pois perde o vigor e a beleza com o tempo. Multiplica-se por sementes, divisão das touceiras ou da ramagem enraizada.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: bronquite, tosse, asma, caspa, gases, afecções do aparelho digestivo, afecções respiratórias
  • Propriedades: antioxidante, diurética, antiséptica, emenagoga, expectorante, digestiva, calmante, tônico digestivo
  • Partes Utilizadas: folhas

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo