Mamona – Ricinus communis

A mamona é um arbusto ou arvoreta de textura semi-lenhosa, tropical, perene, conhecida por suas qualidades de aplicações na indústria química e na de biodiesel, mas que também apresenta folhagem, flores e frutos bastante ornamentais. O caule é único, ereto e lenhoso em sua base, ramificando antes do final do primeiro ano de crescimento. Suas folhas são brilhantes, alternas, palmadas, profundamente lobadas, com margens dentadas e sustentadas por longos e fortes pecíolos. Na forma típica da espécie, elas surgem com tonalidades avermelhadas que gradualmente vão atingido a cor verde clara ou verde-escura. As flores surgem em inflorescências terminais do tipo panícula. As flores femininas são geralmente na cor verde, ou de tonalidades avermelhadas, sem pétalas. As flores masculinas são amarelo esverdeadas, com estames na cor creme. Os frutos que se formam são cápsulas globosas, com três sementes cada, recobertas de espinhos e podem ser verdes ou avermelhadas, de acordo com a cultivar. As cápsulas secas se dividem em três partes, expondo e liberando as sementes.

Há muitas cultivares de mamona, sendo que muitas delas prestam-se para a produção de óleo. No entanto, há variedades especiais para ornamentação e paisagismo, entre elas ‘Carmencita’, de folhas vermelhas e bronzeadas, com flores vermelhas; ‘Sanguineus’, com ramos e folhas e vermelhas; ‘Impala’, de tamanho pequeno e folhas pequenas que se tornam arroxeadas com a idade; ‘New Zealand Purple’, com uma bela e profunda tonalidade de roxo das folhas e ramos, ‘Gibsonii Mirabilis’ que é anã e tem folhas e ramos de um tom vermelho escuro e ‘Zanzibarensi’, que é alta e possui folhas verdes com nervuras brancas.

No paisagismo, a mamona é ótima para obter um “look tropical” no jardim, de forma rápida e eficiente. Pequenos grupos ou conjuntos com outras plantas e já obtemos um poderoso efeito. Ela é uma planta interessante também para projetos que exigem um paisagismo rápido, temporário e de efeito contundente. Ideal para feiras e áreas de exposição. Em climas quentes e úmidos pode ser utilizada em longas bordaduras e como pano de fundo para o paisagismo. Em áreas com clima temperado, a mamona é uma forma excelente de criar um efeito tropical entorno da piscina ou da varanda nos meses mais quentes.

As sementes da mamona encerram um óleo bastante viscoso e fácil de solubilizar em álcool, de forma que ele é um ingrediente ideal para a produção de biodiesel. Este óleo, tem também diversas e valiosas aplicações na indústria química. Elas contém ainda uma poderosa toxina, a ricina, que é mortal mesmo em pequenas doses.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em qualquer tipo de solo, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano de implantação. É muito fácil de cultivar e cresce a uma velocidade espantosa, adquirindo o tamanho de árvore com apenas 4 meses. Prefere o calor e a umidade tropicais, mas pode resistir a uma leve geada. Em países de clima temperado, pode ser conduzida como planta anual. Multiplica-se por sementes, postas a germinar na primavera, depois de ficarem de molho por 24 horas em água.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Alergias, Infecções, Dor, Inflamações, Constipação, Verminoses, Pele ressecada
  • Propriedades: Laxante, Antimicrobiano, Analgésico, Anti-histamínico, Antihelmíntico, Catártico, Emoliente e Antiinflamatório
  • Partes Utilizadas: Extratos purificados de diversas partes da planta. Cuidado: Tóxica, utilize sempre com critério médico.

Alerta:

Todas as partes desta planta são tóxicas, em especial as sementes. Além de simples diarréias, poucas já podem provocar a morte. É preciso ter cuidado com animais domésticos, principalmente ao utilizar tortas de mamona misturadas com farinha de ossos, que às tornam atrativas. É também uma espécie invasiva, que pode escapar ao cultivo em determinadas situações.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Adriana Santos Lima Lipovetsky

    Tenho mamonas em grande quantidade em meu quintal.Recolho as sementes e entrego para as pessoas da minha cidade,que produzem o óleo de mamona artesanalmente. O óleo aqui é muito usado para diversos fins,inclusive ser ingerido para prisão de ventre. É usado como cicatrizante e em falhas de cabelo ou em sombrancelhas. Mas não sabia que era tão tóxico. Vou arrancar todos os pés em meu quintal por precaução.