Lótus – Nelumbo nucifera

O lótus é uma planta aquática repleta de significados religiosos e míticos. No budismo, devido ao seu ciclo de vida, simboliza a vida eterna e a renovação. Suas folhas são grandes, arredondadas e levemente onduladas em direção as bordas. O pecíolo é longo, espinhento e eleva as folhas acima da superfície da água. As flores, formadas no verão, são muito belas, e podem ser brancas ou róseas. Produz frutos com sementes comestíveis. O lótus prefere cursos de água lentos ou lagoas de água doce, vivendo a pouca profundidade. Se enraiza no fundo lodoso por um rizoma vigoroso. Sua folhagem e flores desaparece no inverno.

Pode ser cultivada em lagos, tanques e espelhos de água, sempre a pleno sol. Se a água contiver peixes, evite adubações pesadas, fazendo apenas uma fertilização leve caso seja muito necessário. Aprecia o frio leve, florescendo mais em climas amenos. Multiplica-se pela divisão da planta e por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: afecções respiratórias, estomacais, intestinais, uterinas, alívio da menopausa
  • Propriedades: antidiarréica, antiinflamatória, antitussígena, emoliente catarral
  • Partes Utilizadas: toda planta

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Cármen Camargo

    A Nelumbo nucifera não é da família das ninféias ou Nymphaeaceae e sim da Nelumbonaceae, sendo considerada por muitos a lótus verdadeira.

    Flor-de-lótus
    Classificação científica
    Reino: Plantae
    Divisão: Magnoliophyta
    Classe: Magnoliopsida
    Ordem: Proteales
    Família: Nelumbonaceae
    Género: Nelumbo
    Espécie: N. nucifera
    Nome binomial
    Nelumbo nucifera
    (Gaertn,)

  • Obrigada! Artigo corrigido