Kiwi – Actinidia deliciosa

 Actinidia deliciosa, iwizeiro, Quiuí, Quivi

Foto: Klaus Post

o kiwi é um fruto delicioso originário da China, mas que somente se popularizou por todo o mundo quando seu cultivo comercial foi iniciado na Nova Zelândia. O nome kiwi é uma alusão à ave de mesmo nome, do gênero Apteryx, nativa da Nova Zelândia. O kiwizeiro é uma trepadeira sarmentosa e lenhosa, e geralmente é conduzida com um único e tortuoso caule, através de podas. Suas folhas são amplas, verdes, ovais a cordiformes, pubescentes quando jovens e glabras quando maduras, na face superior.

As flores são axilares, de coloração branca-creme e perfumadas. Como é uma planta dióica, o kiwizeiro apresenta indivíduos femininos e indivíduos masculinos. Nesta espécie a polinização cruzada é fundamental para a formação dos frutos. As abelhas são muito importantes nesta tarefa de levar o pólen das flores masculinas até as flores femininas, para que ocorra a fecundação. As cultivares comerciais mais comuns de plantas femininas são: Bruno, Monty, Abbott e Hayward; e as masculinas são: Matua, Tomuri, MPV. O kiwi é um fruto do tipo baga, com forma ovóide, polpa translúcida de cor verde ou verde-amarelada, doce e ácida; e casca fina e marrom, recoberta por pêlos curtos. As sementes pretas e comestíveis são numerosas e bem pequenas, com forma oval e achatada.

Para uma adequada floração e frutificação o kiwizeiro necessita de frio, pelo menos 500 horas abaixo de 7,2ºC. A cultura comercial do kiwi pode ser conduzida em moirões, em forma de T, ou em caramanchões. Para consumo doméstico, ele pode ser guiado por sobre árvores, arcos, caramanchões, como uma trepadeira lenhosa ornamental, podendo alcançar cerca de 10 m de comprimento e 15 m de altura. Não se pode esquecer de cultivar plantas masculinas junto com as femininas para que ocorra a frutificação. Em plantações comerciais a proporção é de 1 planta macho para cada 5 a 8 plantas fêmeas, uniformemente distribuídas. O espaçamento médio utilizado é de 5 a 6 metros entre linhas e entre plantas na linha.

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, levemente ácido, drenável, profundo, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente. Não tolera estiagem ou encharcamentos. Adubações ricas em nitrogênio estimulam intensas produções, mas devem ser evitadas durante a frutificação pois reduzem a vida útil dos frutos. O kiwizeiro também necessita de podas específicas de formação, de verão e de inverno.

As podas de formação visam conduzir a trepadeira corretamente sobre o suporte, as de verão consistem em retirar semanalmente as extremidades dos ramos e a de inverno visa encurtar os ramos de um ano, que irão florescer na próxima estação. Multiplica-se por sementes, estaquia, alporquia e enxertia. A colheita é de Abril a Maio e se inicia a partir do quarto ano após o plantio das mudas.

Raquel Patro é editora do site Jardineiro.net e uma pessoa totalmente fascinada pela natureza, principalmente por plantas e jardins. Criou o site Jardineiro.net para disseminar sua paixão, contagiando novos adeptos e entusiasmando os antigos.

Publicado em Diretório de Plantas Marcado com:

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Eventos