Jasmim-leite – Trachelospermum jasminoides

 Trachelospermum jasminoides, Jasmim-estrela, Jasmim-de-leite, Jasmim-brilhante

Foto: Domínio Público

O jasmim-leite é uma trepadeira lenhosa e florífera, que cresce além de 3 metros de altura e é de origem asiática. Apresenta ramagem fina, delicada e muito ramificada, com aspecto de arame, que exsuda uma seiva leitosa quando cortada. Suas folhas são verde-escuras, glabras, brilhantes e opostas, com formato oval a lanceolado. Ocorre ainda uma cultivar de folhas variegadas de creme, com belo efeito, porém menor vigor que a forma típica. Floresce em meados da primavera, despontando cachos de flores pequenas, pentâmeras, com formato de estrela e muito perfumadas. Logo que surgem, as flores são brancas, mas com o tempo adquirem tons de creme. Elas são muito atrativas para as abelhas.

No conjunto: Uma profusão de flores.Foto de Herry Lawford
No conjunto: Uma profusão de flores.
Foto de Herry Lawford
No jardim, o jasmim-leite acrescenta uma textura fina e densa, criando assim cenários para outras espécies ou estruturas. Use a para suavizar a hispidez das construções como muros e paredes, podendo ser apoiada em diferentes tipos de suportes, como treliças, árvores, pérgolas, etc. Além disso ela é muito utilizada devido ao delicioso perfume de suas flores, o que já dá a próxima dica. Evite plantá-la próximo a janelas de quartos de pessoas sensíveis, que podem se incomodar com o perfume intenso e constante. Também pode ser conduzida em vasos e jardineiras, desde que lhe seja oferecido suporte. É de baixa manutenção e não necessita de tutoramento para subir sobre os suportes. As podas anuais, realizadas após a floração, tem o objetivo de dar forma à planta e remover ramos doentes, secos e mal formados. Em alguns momentos, pode ser interessante uma poda mais drástica, para estimular a renovação da folhagem e devolver-lhe o vigor.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solos de média a alta fertilidade, drenáveis, preferencialmente neutros a levemente alcalinos, e irrigados a intervalos regulares. As plantas cultivadas sob sol, tornam-se mais densas e florescem em mais abundância do que aquelas sob meia sombra. Depois de bem estabelecida, é capaz de tolerar curtos períodos de estiagem. Resiste ao frio invernal e geadas leves. Multiplica-se por alporquia ou estaquia de ramos semi-lenhosos, postos a enraizar no verão e outono.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Maria José

    Tenho esta espécie há mais de dois anos. De todas as espécies de jasmim que tenho em minha casa (acho que tenho todas disponíveis nos viveiros de SP…rsrsrs) a floração do jasmim leite é a mais prolongada. A folhagem tem um verde escuro super brilhante e é bem pouco suscetível a pragas, conforme relatado pela jardine.net. Mas quero deixar aqui a minha única experiência com pragas: foi logo após o término da florada, quando apareceram pulgões. Mas em uma única aplicação de veneno, desapareceram. Vale muuuito a pena. O perfume é incrível e não é muito forte. Boa sorte!

  • Ramon Farias

    Adoro essa trepadeira tenho tentado reproduzi-lá através de estaquia. Já fiz várias tentativas e por enquanto só consegui reproduzir uma muda.
    Gostaria muito de aprender a forma correta, porém não acho nada específico sobre a reprodução do Jasmim Leite