Jasmim-dos-açores – Jasminum azoricum

O jasmim-dos-açores é uma planta arbustiva, de crescimento ereto a trepador, textura semi-lenhosa e elevado valor como ornamental. Ele é nativo da Ilha da Madeira, onde encontra-se seriamente ameaçado, estando restrito a um número de menos de 50 indivíduos apenas. Emite longos ramos, finos e ramificados, formando um emaranhado bastante denso. Suas folhas são opostas, perenes, coriáceas, trifoliadas, glabras e brilhantes, compostas por folíolos ovados a ovado-lanceolados. Seu período de floração é bastante extenso, iniciando na primavera e perdurando por quase todo ano em locais de clima quente. Inflorescências em rácemos terminais, reunindo flores estreladas, de um branco puro e deliciosamente perfumadas, de notas um pouco distintas de outros jasmins, que alguns afirmam lembrar o aroma da gardênia. As flores deste jasmim são bastante atrativas para borboletas e outros insetos polinizadores. Os frutos formados são bagas escuras e pequenas, de pouca importância como ornamental.

No paisagismo o jasmim-dos-açores é bastante valorizado, apesar de ser difícil de encontrá-lo para venda, sendo utilizado principalmente como trepadeira, cobrindo pérgolas, caramanchões, cercas, colunas e coroando muros. Sua textura fina e delicada, e a floração perfumada e branca, a tornam um curinga em diversos estilos e portes de jardim, como inglês, francês, italiano e até mesmo tropical. Além disso, apresenta crescimento moderado e baixíssima manutenção, que se resume a condução com amarrios durante a implantação e podas para controlar a forma. Também pode ser cultivada em vasos.

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia sombra, em solo drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano após o plantio. Depois de bem estabelecida, torna-se tolerante a períodos de estiagem. Também é resistente a geadas, ao frio, aos ventos e salinidade de áreas litorâneas, podendo ser conduzida em uma ampla faixa climática, inclusive em regiões mais continentais. Multiplica-se por estaquia de ramos semi-lenhosos no final da primavera e durante todo verão, postos a enraizar em substrato arenoso e mantido úmido. Também pode ser propagada por alporquia. O florescimento é tímido no primeiro e segundo ano, mas gradativamente torna-se mais e mais abundante. Fertilize com adubos não muito ricos em nitrogênio, para um desenvolvimento saudável, pouca suscetibilidade a pragas e florações intensas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Emilio

    Tenho um jasmin dos açores que é a atração do meu quintal. Cresceu por todo fundo da casa na parte da varanda (é um sobrado), e por toda churrasqueira. Deve dar um total de 20 metros de extensão. Quando está florido (maior parte do ano) exala um perfume delicioso!

  • Rosângela Magalhães Furlanetto

    Olá, há muitos anos estou a procura de um jasmim que minha avó tinha em seu jardim em Florianópolis. Perdi a muda que trouxe de lá. Era um jasmim muito perfumado. E como faço uma procura incansável para recuperar esse jasmim resolvi voltar a busca na internet e entrei neste site. Gostei muito. E a foto da página do jasmim azoricum é muito parecida com essa que procuro. Onde foi feita esta foto? Nossa, seria muita felicidade resgatar esse jasmim. Penso que pode ter mais de um tipo de jasmim dos açores, um que procuro, raro, e outro que hoje se encontra nas floras sem muita dificuldade. O que procuro era muito mais perfumado e com flores um pouco maiores e folhas mais firmes. O relato anterior também me chamou a atenção quando ele fala que tem perfume muito bom. O dos açores mais fácil de encontrar e que inclusive o tenho, seu perfume é muito sutil, não chama a atenção.

  • Maria Petronilho

    Tenho várias espécies de jasmins. Desconfio que me venderam outro jasmim, sob o nome de Jasmim dos Açores, muito importante para mim, que sou portuguesa e adoro a paradisíaca Ilha da Madeira. São todos belos, os jasmins! O mais precioso é Quasalis Indica, que resistiu ao Inverno mas tem dois anos, ainda não deu flor. Comprei e plantei esta planta anos a fio, sem sucesso….Agora, felizmente, espero ver os lindos e coloridos cachos!