Hera-americana – Parthenocissus quinquefolia

A hera-americana é uma trepadeira vigorosa, semi-lenhosa, decídua e de folhagem decorativa. Ela apresenta gavinhas que terminam em discos aderentes, capazes de fixar a planta em superfícies ásperas. Seu caule é inicialmente esverdeado, mas com o tempo se torna marrom e pubescente e pode alcançar de 10 a 30 metros de altura ou comprimento, dependendo do suporte. As folhas são alternas, longo-pecioladas, compostas, palmadas e tipicamente divididas em cinco folíolos elípticos, com margens serrilhadas. A cor das folhas varia conforme a estação do ano, sendo verde na primavera e verão e avermelhada no outono, antes de cair. As inflorescências surgem na primavera e verão, com numerosas flores pequenas, esverdeadas, de importância ornamental secundária. Os frutos são esféricos, pretos, com duas a três sementes, semelhantes a uvas em cachos esparsos. Eles são venenosos para mamíferos, por conter ácido oxálico, mas muito apreciados pelos pássaros.

De crescimento rápido, a hera-americana é uma espécie própria para revestir troncos de árvores, paredes chapiscadas, muros e cercas, substituindo a unha-de-gato (Ficus pumila). Ela necessita menor manutenção que esta última, com podas apenas no inverno, quando a planta não apresenta folhas. Da mesma forma, a hera-americana tem um charme extra, propiciado pelas belas tonalidades das folhas no outono, que vão desde acobreados a vermelhos profundos. Apesar de ser uma trepadeira, a hera-americana pode fazer às vezes de forração, emitindo fortes raízes adventícias no solo. Neste caso, não é tolerado o pisoteio da planta. Como a hera-japonesa (P. tricuspidata), a hera-americana pode ser removida de parede com danos mínimos, bastando para isso matar a planta pela base e aguardar o secamento da planta, para então puxá-la do suporte.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente. Aprecia o clima subtropical a temperado. Multiplica-se por sementes e por estaquia. As sementes geralmente necessitam de pelo menos 2 meses de frio, antes do plantio, para quebra da dormência.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

A hera-americana pode se tornar invasiva em determinadas situações e, se deixada a crescer livremente, pode sufocar arbustos e outras plantas.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo