Haworthia cooperi

 Haworthia cooperi,

Foto: Salchu

Compartilhe:

A Haworthia cooperi é uma planta herbácea, suculenta e acaule, originária da província do Cabo Oriental na África do Sul. Ela cresce em aglomerados de rosetas densas, com folhas carnudas, de cor verde clara. Suas folhas apresentam estrias transparentes nas pontas, que formam uma “janela”, permitindo a entrada de luz no interior e aumentando sua capacidade fotossintética. No seu habitat é comum visualizar apenas estas pontas transparentes, enquanto o restante da planta permanece soterrada pelo solo arenoso. Uma característica que diferencia essa espécie de outras do mesmo gênero é a presença de uma fileira de pelos nas margens das folhas, e que muitas vezes termina em uma longa cerda na ponta. De acordo com a variedade e o ambiente, as folhas podem terminar arredondadas ou acuminadas e serem mais ou menos suculentas. Floresce na primavera e verão despontando espigas com flores delicadas, tubulares, bilabiadas e brancas, com estrias de cor vinho. As principais variedades para esta espécie são davidii, dielsiana, doldii, gordoniana, leightonii, pilifera, puberula, truncata e venusta.

A Hawortia cooperi é uma suculenta fácil de cultivar e bem difundida entre colecionadores, sendo relativamente fácil de encontrar. Ela é procurada principalmente por seu formato geométrico e suculento, além de suas curiosas folhas translúcidas. No paisagismo seu uso é interessante em jardins rochosos ou de inspiração desértica, ao longo de pedras, ou como forração, em maciços ou conjunto com outras plantas. Devido ao pequeno porte também pode ser plantada isolada em vasinhos de cerâmica ou em vasos maiores, em composição com outras suculentas.

Deve ser cultivada sob sol pleno, meia sombra ou luz difusa, em solo arenoso, perfeitamente drenável, próprio para suculentas, com regas periódicas. A Haworthia cooperi aprecia as regas com certa frequência, mesmo no inverno, no entanto deve-se aguardar o substrato secar antes de irrigar novamente. Não tolera encharcamentos, o que provoca podridão nas raízes e rápida morte da planta. Tolera o frio de até -5°C, mas seu crescimento cessa com temperaturas abaixo de 5°C. Suscetível a geadas. No inverno e sob sol pleno pode adquirir tons avermelhados nas folhas. Multiplica-se facilmente por estaquia das folhas e separação das mudas formadas entorno da planta mãe. Antes do plantio é importante deixar as estacas e mudas cicatrizarem sob sombra, o que evita apodrecimento. Também pode ser propagada por sementes.

Compartilhe:

Conte-nos sobre sua experiência com esta espécie

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Publicado em Diretório de Plantas

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.