Filodendro-brasil – Philodendron hederaceum

O filodendro-brasil é uma planta herbácea e tropical, que apresenta folhagem de cores vivazes, contrastantes entre si, oferecendo um visual estonteante. O nome ‘Brasil’, dado à cultivar é uma referência ao verde-amarelo da bandeira brasileira. Suas folhas são ovadas a cordiformes, acuminadas, brilhantes, coriáceas, de cor verde escura e com o centro verde-limão. As folhas jovens são mais cordiformes, menores, e com as cores demonstrando bem a cultivar. Como em outras espécies que apresentam variegação, com a maturação da planta ocorre a reversão da cor, e ela torna-se totalmente verde escura, como um filodendro comum. No entanto, a maturação da planta é lenta e exige clima tropical úmido. Ou seja, podemos aproveitar sua beleza juvenil por muito tempo, antes que ela atinja a idade adulta. As inflorescênicas são axilares, solitáras e do tipo espádice.

Este belo filodendro é ideal para plantar em vasos ou cestas pendentes, adornando interiores bem iluminados. Também pode ser plantado em canteiros, fazendo às vezes de forração de meia sombra. Para um visual ainda mais tropical e selvagem, experimente plantar algumas mudas de filodendro-brasil no entorno de uma árvore frondosa. Os ramos se fixam no tronco e sobem até o alto, depois pendem até tocar no solo e enraizam novamente. Esta é uma boa forma de conduzi-la como trepadeira, já que, por sua forma mais esparsa, não é capaz de cobrir pérgolas ou caramanchões. Seu crescimento inicial é lento, mas a cada verão ela vai se desenvolvendo e passa a crescer cada vez mais rápido e com mais vigor. Exige pouca manutenção, que consiste em conduzir os primeiros ramos e fertilizar semestralmente com um bom adubo orgânico. Fertilizantes foliares, próprios para folhagens, aplicados quinzenalmente conferem viço extra à planta e estimulam seu crescimento.

Deve ser cultivada sob meia sombra ou luz difusa, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e irrigado frequentemente. Ao ser cultivada como trepadeira, é interessante oferecer-lhe um suporte fixo e poroso, para que possa subir e se fixar bem. O ideal são troncos naturais (vivos ou mortos), paredes sem acabamento (apenas com chapisco), rochas porosas e irregulares ou outras superfícies, como suportes revestidos de fibra de côco. Aprecia o calor e a umidade tropicais e não tolera ventos intensos ou geadas. Assim, em países de clima temperado, pode ser conduzida se protegida por estufas ou em ambientes internos. Multiplica-se facilmente por estaquia, em qualquer época do ano. As estacas podem enraizar diretamente no substrato de plantio ou mesmo em uma vasilha com água.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Todas as partes da planta são tóxicas. Mantenha fora do alcance de crianças e animais domésticos. Utilize luvas em caso de podas.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo